Luiza Ribeiro falta à primeira sessão na Câmara após vazamento de denúncias

20luiO clima na Câmara Municipal de Campo Grande era de expectativa pela chegada da vereadora Luiza Ribeiro (PPS), mas ela não compareceu ao plenário da Câmara Municipal de Campo Grande na manhã desta terça-feira (20), primeira sessão após vazamento de vídeo no qual ela denuncia “sistema endêmico de corrupção” na política local em seu depoimento como testemunha ao Ministério Público Estadual (MPE) na Operação Coffee Break, e causou mal estar entre os vereadores ao mencionar suposta compra de votos para a cassação, em 2014, do então prefeito Alcides Bernal.

Um dos companheiros do grupo aliado do prefeito Alcides Bernal (PP), Alex do PT, aconselha Luiza a fazer uma retratação em plenário.

Citado nominalmente, o vereador João Rocha (PSDB), disse que se a vereadora citou seu nome, ela tem alguma carta na manga, alguma informação, então terá que apresentar essas provas. “Sempre trabalhamos com responsabilidade e idoneidade”, disse.

Sobre o desdobramento das acusações, Rocha reafirmou que permanece de forma tranquila presidindo a Comissão de Ética, e que o presidente da Casa, Flávio César (PTdoB) deve reunir-se com os demais vereadores e Luiza Ribeiro para que ela explique suas acusações.

Comentários

comentários