Larissa Farias e Camila Gebara lutam no Grand Slam de judô em Tóquio

Duas judocas sul-mato-grossenses estão entre os 18 atletas convocados para representar o Brasil no no Grand Slam de Tóquio, a segunda grande competição depois dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Larissa Farias (48 kg), que treina pelo Instituto Reação-RJ, e Camila Gebara (+78 kg), do Clube Sakurá de Dourados, foram chamadas para compor o time feminino que entra no tatame entre os dias 2 e 4 de dezembro.

Camila Gebara  (Foto: Divulgação/CBJ)
Camila Gebara (Foto: Divulgação/CBJ)

Larissa e Camila são as duas novatas do time brasileiro feminino. Entre os homens, a seleção conta com nomes olímpicos como Felipe Kitadai e Alex Pombo, além de atletas muito jovens como Daniel Cargnin, de 18 anos, e Michael Marcelino, de apenas 17 anos, ambos medalhistas de bronze em Mundiais de Base em 2015.

– É mais um passo nesse processo de aprimoramento da transição desses jovens do sub-18 e sub-21 para o sênior. Vão experimentar a sensação de disputar uma das competições de mais alto nível do Circuito Mundial e também o próprio ambiente da seleção. Vai dar até pra sentir um gostinho do que poderá ser representar o Brasil nos Jogos Tóquio 2020 – disse Ney Wilson, gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô.

O Grand Slam é uma das etapas do Circuito Mundial que mais distribuem pontos no Ranking Mundial da Federação Internacional de Judô. O campeão soma 500 pontos, o vice leva 300 e os terceiros, 200 cada. A primeira edição depois dos Jogos do Rio foi em Abu Dhabi.

Comentários

comentários