Ladrões simulam interesse em compra de caminhonete e matam dono

Elio Gustavo Lima Marqueze, 27, foi morto com dois tiros na cabeça durante um roubo da caminhonete na cidade de Paranavaí, no Paraná. O assassinato ocorreu no domingo (27),. Na noite de ontem (28), em Batayporã, distante 311 km de Campo Grande.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, policiais militares foram até a Avenida Brasil depois de receberem denúncia de que no endereço havia veículo roubado. Na ocasião, casal de jovens, Johnatan Willian Siviero, 20 e Siele Aparecida de Araújo, 26 foi preso em poder da Triton. O rapaz confessou participação dele e de um amigo no crime.

Em depoimento, o preso disse que tinham simulado interesse em comprar o veículo e que o comparsa – que ocupava o banco de trás, atirou em Élio depois de saber onde ficava dispositivo de segurança da ignição. A vítima foi morta com dois tiros na cabeça, enquanto dirigia.

Na caminhonete, havia amigo de Élio que, ao presenciar o crime, lutou com o assaltante e quase também foi assassinado, mas a arma falhou. Com o veículo em movimento, ele saltou e se livrou de ser executado.

Em entrevista para o jornal Diário do Noroeste, o sobrevivente contou que o amigo negociava a caminhonete desde sexta-feira (25). O valor que teria sido acertado para pagamento à vista era de R$ 85 mil. A vítima e o amigo tinha ido ao endereço combinado, no Paraná, para entregar a Triton, mas acabaram na armadilho dos criminosos. O segundo envolvido no latrocínio segue foragido.

O casal foi preso e estão na delegacia de Batayporã. Conforme informações do site Diário do Noroeste, o corpo de Elio ainda não foi localizado.

Comentários

comentários