Justiça manda Solurb recolher lixo do Hospital Regional

Diante da paralisação da coleta de lixo em Campo Grande, o Hospital Regional conseguiu, na Justiça, o direito deter seus resíduos recolhidos pela CG Solurb.

rosa

Caso a empresa não cumpra a decisão, será aplicada multa de R$ 30 mil por dia.

A empresa tem 12 horas para o retorno da coleta no HR, após intimação do STEAC-MS. O secretário do município Ivandro Fonseca, inclusive deu entrada com uma representação junto ao Ministério Público nesta sexta, para que a Solurb seja obrigada a coletar o lixo hospitalar da Capital.

De acordo com a Solurb, há 3 meses a prefeitura não repassa pagamentos e a dívida já ultrapassa os R$ 23 milhões, inclusive sem reajuste há 14 meses. Em nota na última quarta-feira (9), a prefeitura negou a falta de pagamentos e informou que os meses de junho e julho não foram liquidadas pelo fato do executivo ter até 90 dias para realizar pagamentos, prazo esse que seria legal previsto em contrato.

COLETA

Com a cidade sem coleta desde terça-feira, o prefeito Alcides Bernal (PP) afirmou, nesta sexta-feira (11), que equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seinthra) farão a coleta para evitar mais acúmulo de resíduos.

O prefeito afirmou, ainda, que irá à Justiça e ao Ministério Público Federal (MPF) para denunciar o descaso da empresa, que possui contrato com a prefeitura.

Comentários

comentários