Justiça determina bloqueio de R$ 3 milhões da conta de Anitta

Anitta e a produtora Kamilla Fialho Foto Reprodução/Instagram
Anitta e a produtora Kamilla Fialho Foto Reprodução/Instagram

A Justiça do Rio de Janeiro determinou o bloqueio de R$ 3 milhões da conta da cantora Anitta. Em outubro de 2014, Anitta foi condenada a pagar R$ 5 milhões à empresa K2L por quebra de contrato.

Como o pagamento não foi feito, a juíza Flavia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca, determinou agora o bloqueio. A cantora poderá recorrer da decisão.

De acordo com a sentença, o fato de ela não ter pago a quantia determinada na decisão anterior foi encarado como “ato atentório à dignidade da Justiça”. Ao UOL, a assessoria de imprensa da cantora informou que ela “não deve nada à Justiça, que o processo em questão continua em andamento e que a conta da artista ainda não foi bloqueada”.

Em agosto de 2014, a funkeira havia entrado com um processo contra a K2L, com quem trabalhava desde junho de 2012. Ela acusou a empresa de ter desviado cerca de R$ 2,5 milhões de seu patrimônio, ao emitir, durante o período, 21 planilhas que nunca foram assinadas por contadores.

Em outubro, no entanto, o processo sofreu uma reviravolta, e Anitta foi condenada a indenizar a ex-empresária da K2L, Kamilla Fialho. Na ocasião, o advogado de Kamilla disse ao UOL que “nunca foi pedido que a K2L prestasse contas para Anitta” e que a cantora “sempre participou de todas as decisões”.

A reportagem também entrou em contato com Kamilla, mas não obteve retorno. Em suas redes sociais, no entanto, a empresária comentou a decisão dizendo que sempre confiou na Justiça e que ainda tem R$ 7 milhões para receber.

UOL

Comentários

comentários