Justiça condena Alceu Bueno por compra de votos; ele vai passar fim de semana em albergue

O juiz David de Oliveira Gomes Filho condenou no último dia 6 de novembro o ex-vereador Alceu Bueno a oito anos de prisão por compra de votos na eleição de 2012. Bueno também perdeu direitos políticos pelo mesmo período.

Ex-vereador foi condenado a oito anos de prisão
Ex-vereador foi condenado a oito anos de prisão

A decisão obriga Bueno a cumprir pena em privativa de liberdade, portanto ele deverá ficar detido, nos finais de semana, por cinco horas na Casa do Albergado ou em instituição semelhante. Bueno ainda terá de pagar multa no valor de R$ 196 mil, equivalente a 250 salários mínimos.

Bueno renunciou ao mandato de vereador em abril de 2015 quando virou alvo de investigação de exploração sexual.

O político foi acusado pela Justiça Eleitoral de compra de votos por meio de distribuição de combustíveis. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) já tinha decidido cassar o mandato do então vereador em dezembro de 2013 pelo mesmo crime. Nove dias depois, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu liminar permitindo que Bueno voltasse ao cargo até que o recurso contra a cassação do mandato fosse julgado.

Comentários

comentários