Jovem que teve bebê durante prova do Enem hoje está presa

A aluna que ganhou bebê no banheiro da escola onde realizava a prova do Enem, em 2013, na cidade de Sidrolândia a 64 quilômetros de Campo Grande, e virou símbolo do exame naquele ano, Pâmela de Oliveira Lescano, e 20 anos, atualmente está presa por tráfico de drogas.

Dia em que Pâmela, com o bebê "Enem" nos braços, realizou a prova, mesma data aplicada nos presídios. (Foto: Arquivo/Luciano Muta)
Dia em que Pâmela, com o bebê “Enem” nos braços, realizou a prova, mesma data aplicada nos presídios. (Foto: Arquivo/Luciano Muta)

Doi anos atrás foi notícia nacional e chegou a receber a ligação do então ministro da Educação, Aloizio Mercadante, parabenizando por se tornar mãe e dando a garantia de uma nova prova.

O caso de Pâmela virou exemplo para o Ministério da Educação (MEC). A pasta do governo federal monitora, para a edição 2015, 712 gestantes que podem dar à luz entre os dias 20 e 31 de outubro. Deste número, 31 são de Mato Grosso do Sul. Para este ano, 7.173.574 candidatos estão inscritos no exame.

Segundo a Polícia Civil, ela cumpre pena desde fevereiro deste ano, quando foi flagrada com porções de droga em uma mochila.

Em fevereiro deste ano ela foi presa na rodoviária de Dourados, com o bebê no colo e uma mochila nas costas, transportando quase meio quilo de pasta base. No boletim de ocorrência, a Polícia Militar descreve que abordou Pâmela depois de receber denúncias de que alguém com as características dela, levava a droga.

Pâmela ao lado da mãe, Leide. (Foto: Arquivo/Rafael Brites/Região News)
Pâmela ao lado da mãe, Leide. (Foto: Arquivo/Rafael Brites/Região News)

Questionada, a estudante confessou o crime e falou que recebeu uma proposta de R$ 800, de uma mulher chamada Rose. A intenção era levar o entorpecente de Dourados a Brasilândia.

Desde então a jovem estaria cumprindo a pena em um presídio de Jateí. Já o filho estaria em Fátima do Sul, sob os cuidados da mãe. Pouco tempo antes, a menina cursava administração em Sidrolândia.

Ela começou a graduação em uma instituição de ensino particular na cidade, no início de 2013, por meio do Programa Universidade Para Todos (Prouni), com a pontuação que obteve no Enem em 2012.

Comentários

comentários