Jovem escolhe namorado na web; a exigência era chamar Stephano

Em tempos tecnologia na ponta dos dedos, Santo Antônio divide o cargo de ‘’casamenteiro” com as redes sociais. A estudante de publicidade Stefanie Abreu, de 21 anos, estava solteira e procurava alguém para mudar o seu status de relacionamento nas redes sociais. Sempre conectada, resolveu procurar um companheiro ‘sob medida’ no Facebook. Stefanie tinha uma exigência: queria encontrar um Stephano.
A seleção foi rápida e o mais impressionante é que a moradora de Suzano, na Grande São Paulo, encontrou o pretendente na mesma cidade e no mesmo bairro que o seu. O casal ainda tinha 148 amigos em comum na rede social, mas nunca tinha se visto.

“Conversando com uma amiga, pensei como seria legal encontrar alguém com o mesmo nome que o meu. Apareceram sugestões, eu mandei a solicitação de amizade e só depois que ele me aceitou que eu fui olhar a foto, os comentários e tudo”, conta a estudante.

Por ironia do destino ou não, Stefanie encontrou com Stephano Pelossi naquela mesma noite em um bar, mas os dois não conversaram. Dois dias depois, Stephano, de 23 anos, que também é publicitário, aceitou a solicitação de amizade e os dois começaram a conversar pela internet. “Ele veio conversar comigo e eu dei corda”.

Stefanie e Stephano gostam de postar fotos juntos nas redes sociais. (Foto: Stefanie Abreu/Arquivo Pessoal)
Stefanie e Stephano gostam de postar fotos juntos nas redes sociais. (Foto: Stefanie Abreu/Arquivo Pessoal)

Além do nome, o casal foi descobrindo outras semelhanças, como o curso na faculdade. Stefanie e Stephano saíram para uma festa e o relacionamento começou. Agora já são 2 anos e oito meses juntos.

“Eu achei interessante e engraçada essa ideia, isso mostrou independência: ela não ficou esperando e tomou a iniciativa. Foi muita coisa que conspirou para ficarmos juntos. A gente se complementa. Os nossos gostos musicais, por exemplo, são parecidos, mas cada um aprendeu um pouco com o outro”, conta Stephano.

O pedido de namoro também aconteceu com ajuda da tecnologia. “Nós estávamos sentados no sofá, em casa, e tínhamos brigado. Eu estava com o celular na mão e ele me mandou uma mensagem perguntando ‘Você quer namorar comigo?’ Eu perguntei se era sério, ele disse que sim e foi assim, nada romântico”, relembra Stepanie entre risos.

O casal já mora junto e a família agora vai aumentar. Stefanie está grávida de quatro meses e diz que a história de nomes parecidos não vai se repetir na escolha do nome do bebê. “Chega dessa história de nomes iguais! Se for menino, vai se chamar Antônio e, se for menina, será Alice.”

Para o futuro papai, o bebê será “o primeiro case de sucesso” do casal. A expressão se refere às estratégias para a criação de uma propaganda, explica o casal de publicitários.

Stephano adianta que pensa em pedir a namorada em casamento de um jeito mais criativo do que da maneira como a pediu em namoro. “Nunca me passou pela cabeça em não casar com ela. Mas quando isso acontecer, depois que terminarmos os estudos, será algo bacana, um evento!”

G1

Comentários

comentários