Jesus desencanta, Guedes brilha e o líder Verdão bate o América-MG

Com a postura de um líder de Campeonato Brasileiro, o Palmeiras deu muito calor no América-MG na fria noite desta terça-feira e venceu por 2 a 0 com facilidade, em duelo válido pela décima rodada da competição nacional. Mais de 27 mil torcedores assistiram a uma exibição de gala dos atacantes Róger Guedes e Gabriel Jesus, ambos responsáveis pelos gols do Verdão, feitos ainda no primeiro tempo da partida.

Gabriel Jesus fez os dois gols do Palmeiras (Foto: Divulgação )
Gabriel Jesus fez os dois gols do Palmeiras (Foto: Divulgação )

A ótima atuação do camisa 33 palmeirense, que desencantou após ficar sem marcar em três jogos, pode ter sido motivada pela presença do diretor de futebol do Barcelona, Raúl Sanllehí. O dirigente assistiu ao confronto das tribunas da arena. De acordo com o jornal espanholSport, o Alviverde rejeitou uma proposta de 19 milhões de euros (cerca de R$ 73 milhões) do clube catalão. O contrato de Jesus, no entanto, prevê a liberação do atleta em caso de uma oferta de 24 milhões de euros para o time espanhol, privilégio também exercido por Real Madrid, Bayern de Munique, Paris Saint-Germain e Machester United.

Com o resultado, o Palmeiras abre distância na liderança do Brasileirão: agora com 22 pontos somados, três a mais que o Internacional, que irá a campo contra o Coritiba só na quinta-feira. O Alviverde só perde a ponta se o Colorado vencer o Coxa por uma diferença de seis gols. De quebra, o Verdão amplia para oito unidades a vantagem para o São Paulo, primeira equipe fora do G4 do torneio. Já o América-MG segue com apenas oito pontos e cai para a lanterna do campeonato.

O Palmeiras seguirá sua caminhada rumo ao nono título brasileiro neste sábado, quando enfrentará o Cruzeiro, às 19 horas (de Brasília), no Mineirão. O Coelho, por sua vez, fará o clássico com o Atlético-MG, no próximo domingo, às 11 horas, no Independência.

O jogo 

Os comandados de Cuca deram o tradicional “abafa” no início da partida, principalmente com jogadas pela linha de fundo, mas só conseguiram finalizar a gol aos oito minutos. Cleiton Xavier conduziu a bola até a intermediária, mas pegou mal e chutou sem perigo à direita do goleiro João Ricardo. O América-MG, que até então só se defendia, resolveu dar as caras e quase abriu o placar aos 14, quando Osman subiu sozinho após cruzamento de Danilo, porém testou rente à trave direita de Fernando Prass, que esbravejou contra a defesa palmeirense.

O susto, no entanto, não serviu para recuar o Verdão. Tanto que apenas quatro minutos depois, Róger Guedes recuperou uma bola quase perdida na direita da área adversária, driblou o zagueiro, cruzou rasteiro para Cleiton, que achou Gabriel Jesus vindo de trás. O garoto de 19 anos, de centroavante nesta noite, só precisou tocar para o fundo das redes e tirar a “zica”, já que não marcava gols desde a vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, no dia 5 de junho ou há três rodadas.

O 1 a 0, porém, não satisfazia o time de Palestra Itália, que trocava passes de maneira rápida para envolver a frágil equipe mineira. Aos 26, Róger Guedes voltou a usar sua velocidade pela direita ao tabelar com Dudu e cruzar rasteiro para Jesus. O camisa 33 deu um carrinho para alcançar a bola, que desviou no zagueiro e traiu o goleiro do Coelho: 2 a 0 Palmeiras.

Antes do término da primeira metade da partida, o técnico Sérgio Vieira ainda promoveu a entrada do atacante Victor Rangel no lugar do meio-campista Eduardo, na tentativa de dar mais apoio ao centroavante veterano Borges, porém a medida não surtiu efeito e o Palmeiras controlou bem as ações até o intervalo, que antecedido por uma bela “caneta” de Gabriel Jesus em cima de Hélder na lateral esquerda do campo defensivo alviverde.

O time da casa voltou para o segundo tempo com Fabiano no lugar de Jean, poupando o titular da posição e promovendo a estreia do lateral direito com a camisa do Palmeiras. E quase que o ex-Cruzeiro deu a assistência para o terceiro do Verdão: aos cinco minutos, ele cruzou na medida para Edu Dracena, que cabeceou forte, mas João Ricardo caiu no chão para fazer bela defesa. No rebote, o goleiro agarrou o chute de Vitro Hugo.

Forçando as jogadas pela direita, Róger Guedes voltou a infernizar por aquele setor. O atacante ganhou na corrida de Adalberto, cortou o defensor e passou para Cleiton. O camisa 10 entrou livre na área, mas bateu por cima da meta americana. Aos 15, naquela mesma área, o até então apagado Dudu saiu em disparada e cruzou rasteiro para Jesus, que finalizou de letra, porém João Ricardo fez a defesa.

A correria de Róger Guedes não parou por aí. A exemplo de um velocista, o jovem de 19 anos recuperou bola na direita, disparou, passou pelo marcador e cruzou para a área. De primeira, Gabriel Jesus tocou para o fundo do gol, mas o bandeirinha assinalou o impedimento do camisa 33, anulando aquele que seria o terceiro tento do Verdão.

Aos 28 minutos, o lance mais espetacular da partida. Róger Guedes recebeu de Fabiano na direita e, de costas e de calcanhar, deu um drible da vaca no marcador e tocou para Dudu, que dominou e bateu colocado para defesa de mão trocada do goleiro João Ricardo.

No fim, Gabriel Jesus ainda perderia chance clara de gol, mas nada que evitasse a sétima vitória do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, em que segue na liderança com 22 pontos.

FICHA TÉCNICA PALMEIRAS 2 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 21 de junho de 2016, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (FIFA-PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (ambos de PE)
Público: 27.429 pagantes
Renda: R$ 1.543.520,80
Cartões amarelos: Artur (América-MG)

GOLS:PALMEIRAS: Gabriel Jesus, aos 18 minutos do primeiro tempo; Gabriel Jesus, aos 26 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Fabiano), Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio (Zé Roberto); Tchê Tchê e Moisés; Róger Guedes, Cleiton Xavier (Vitinho) e Dudu; Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Hélder, Artur, Adalberto e Danilo (Sávio); Leandro Guerreiro, Juninho, Ernandes, Eduardo (Victor Rangel) e Osman; Borges (Alan Mineiro)
Técnico: Sérgio Vieira

Comentários

comentários