Japoneses conhecem plano de incentivo de MS para atração de indústrias

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou o plano de incentivos de Mato Grosso do Sul para atração de indústrias ao embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda. Os dois se reuniram na segunda-feira (3), na Governadoria, para estreitar os laços diplomáticos entre o Estado e país do oriente.

Reinaldo durante reunião com os japoneses (Foto: Chico Ribeiro )
Reinaldo durante reunião com os japoneses (Foto: Chico Ribeiro )

“Eu vim para fazer um agradecimento, uma proposta e três pedidos. Primeiro o agradecimento, porque aqui em Mato Grosso do Sul tem 30 mil descendentes de japoneses e o governador ajuda muito a comunidade, inclusive apoiando Bon Odori e o Festival de Sobá; e a proposta foi convidar governador para ir a são Paulo e explicar para as empresas japonesas sobre o plano de investimento, desenvolvimento e outros incentivos para investir nesse Estado, pois é importante as empresas japonesas aprenderem as políticas de investimento do estado de Mato Grosso do Sul”, disse Umeda.

Reinaldo confirmou a viagem a São Paulo para fortalecer o relacionamento entre o Estado e o Japão. O encontro ainda será agendado. “Vamos à Câmara do Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, em São Paulo, para mostrar as potencialidades, incentivos e atrativos que Mato Grosso do Sul tem”, afirmou o governador. Umeda ficou grato pela resposta positiva de Reinaldo sobre o contato com a Câmara do Comércio.

Três pedidos

Durante o encontro, Umeda fez três pedidos ao governador do Estado: o primeiro para receber e fornecer assistência à família imperial japonesa, que visitará Campo Grande e o Pantanal em novembro; o segundo para introduzir o sistema Koba de policiamento comunitário nas cidades do Estado; e o terceiro para ajudar na ampliação do ensino da língua japonesa nos ensinos Médio e Superior de Mato Grosso do Sul.

Receptivo, Reinaldo afirmou ao embaixador que receber o Príncipe Akishino e a princesa Kiko será um “orgulho”. “Mostra o carinho deles com o Brasil, em especial com Mato Grosso do Sul. Vamos receber e levar eles para conhecer nossas belezas”, comentou o governador.

Sobre o sistema de policiamento comunitário Koba, Reinaldo contou que o programa é um bom modelo e concordou em estudar a aplicação no Estado. Sobre o ensinamento da língua japonesa no Estado, Reinaldo revelou que existem polos onde a oferta será feira como experiência.

“Na colônia Jamic, em Terenos, e em alguns municípios onde tem uma grande presença de descendentes japoneses”, disse.

Ao final do encontro também ficou acertada a vinda a Mato Grosso do Sul do cônsul do Japão em são Paulo, Takahiro Nakamae, nos próximos dias, para participação no Bon Odori e no Festival do Sobá. “Ele representará toda a embaixada do Japão e todos os japoneses”, explicou o governador.

Comentários

comentários