Incêndio em prédio de Londres deixa pelo menos 6 mortos e 50 feridos

Da Redação com informações BBC

LONDRES – Um grande incêndio atinge um prédio residencial de ao menos 24 andares e 120 apartamentos na região de North Kensington, no oeste de Londres, no Reino Unido, desde o início da madrugada desta quarta-feira, 14. A polícia confirmou seis mortes até o momento. O número deve subir, já que equipes ainda trabalham no combate ao fogo e não conseguiram ter acesso aos andares mais altos. As agências de notícias internacionais divergem sobre o número total de pavimentos do edifício — entre 24 e 27.

Intensa fumaça é vista no entorno da torre residencial atingida por incêndio no oeste de Londres Foto: Victoria Jones/PA via AP

“Podemos confirmar seis vítimas fatais neste momento, mas esse número provavelmente vai aumentar durante esta operação complexa, que deve durar dias”, declarou o comandante da Polícia Metropolitana de Londres, Stuart Cundy, às 7h20 (11h20 no horário local de Londres). Ainda pode haver moradores dentro do prédio e o risco de desabamento é monitorado por um engenheiro de estabilidade, informou a chefe dos bombeiros da capital britânica, Dany Cotton, em coletiva de imprensa por volta das 6 horas (10 horas em Londres).

Ela também relatou que as equipes resgataram um número considerável de pessoas no começo do incêndio, mas só conseguiram chegar até em torno do 20º pavimento. Edificações localizadas no mesmo quarteirão também foram evacuadas.

Conforme a rádio BBC de Londres, moradores vinham expressando preocupação em relação a uma reforma no edifício, construído originalmente em 1974. O alarme de incêndio não teria disparado com o início das chamas. A coordenação da região de Kensington e Chelsea, responsável pela área, informou que as inspeções de segurança estavam regulares. A possibilidade de atentado terrorista não é sequer citada entre as especulações de causa do incidente. “Seria muito irresponsável especular qualquer causa do incêndio neste momento. Trabalharemos muito nas próximas horas e dias nas investigações”, declarou a chefe dos bombeiros.

Cerca de 200 bombeiros, com o auxílio de 45 caminhões-pipa, trabalham há mais de oito horas para conter as chamas. O combate está na fase de rescaldo, mas ainda há muita fumaça e focos de chamas nos andares mais altos do edifício, conforme imagens transmitidas ao vivo por emissoras de TV internacionais. O incêndio na Torre Grenfell começou por volta da 1h15 (21h15 de Brasília).

Alguns moradores foram vistos tentando sair pelas janelas, usando cordas feitas com lençóis. Houve relatos de que ao menos uma pessoa se jogou do prédio em chamas. O Serviço de Ambulâncias de Londres informou que 20 veículos foram direcionados para o local e ao menos 50 feridos foram levados a hospitais londrinos.

“Não posso confirmar o número (de vítimas) agora pelo tamanho e pela complexidade do edifício”, disse Dany Cotton. Ela comentou, ainda, que se tratava de um incidente sem precedentes e que em 29 anos de profissão”nunca viu nada dessa magnitude”. Estima-se que cerca de 500 pessoas moravam na torre de apartamentos. Muitas pessoas relatam o desaparecimento de familiares que moravam no local.

Comentários

comentários