Imagens mostram fogo em imóvel que explodiu em São Conrado, no Rio

Imagens gravadas minutos após a explosão no apartamento em São Conrado, na Zona Sul do Rio, na segunda (18), mostram um clarão dentro do imóvel. Nas imagens, gravadas por Luciano Ferrari, que trabalha na obra do metrô, em São Conrado, o fogo pode ser visto na varanda do 10° andar do edifício, como mostrou o RJTV 1ª edição (clique e assista).

Imagens mostram fogo em imóvel que explodiu em São Conrado, no Rio (Foto: Reprodução/TV Globo)
Imagens mostram fogo em imóvel que explodiu em São Conrado, no Rio (Foto: Reprodução/TV Globo)

Quem fez o vídeo teve a impressão de que era uma pessoa em chamas. “A mulher pegando fogo lá, cara. Ai, Jesus!”, disse Luciano. Ao aproximar a imagem, não dá para afirmar que é uma pessoa, mas é possível perceber que o fogo se movimenta pela varanda. O alemão Markus Miller foi o único ferido na explosão.

Ele foi transferido para Hospital Pedro II, em Santa Cruz, onde há um setor de queimados. A secretaria municipal de Saúde informou que ele apresentou uma pequena melhora, mas que o estado ainda é grave.

Médicos do Hospital Miguel Couto, onde Markus Miller recebeu o primeiro atendimento, contaram à polícia que ele tem vários cortes pelo corpo: no pescoço, no peito, nas pernas e na nádega. Os cortes podem ter sido causados por facadas ou por estilhaços.

A polícia, que já investigava a possibilidade de um acidente provocado por vazamento de gás, analisa outras duas hipóteses: o alemão pode ter sido vítima de um assalto ou pode ter tentado se matar.

Imagens gravadas pela equipe de reportagem do RJTV na segunda-feira, mostram que havia marcas de sangue em um dos quartos. No banheiro, o aquecedor tinha uma mangueira solta. “Essa mangueira ela sai da parede, ela traz o gás, tanto que tem aqui a valvulinha. Então ela sai daqui e entra no aparelho, aquecedor, pro gás quando for queimado aquecer a água e ir para os cômodos. Então essa aqui não foi a detonação que tirou, isso aqui foi dessatarrachado corretamente e colocado fora. A válvula ainda estava aberta”, explicou o subsecretário municipal de Defesa Civil, Márcio Mota.

Na manhã desta quarta (20), funcionários da Comlurb ainda recolhiam a sujeira espalhada pelo playground. Setenta toneladas de material já foram retiradas. O comércio embaixo do prédio reabriu nesta quarta, mas os clientes estão impressionados.

Segundo a Defesa Civil, todo trabalho de remoção dos entulhos dos apartamentos mais prejudicados já foi feito e a prefeitura diz que a partir de agora o condomínio é que deve providenciar a reforma.

G1

Comentários

comentários