Identificadas as quatro vítimas de acidente em frente ao autódromo da Capital

Alice Cândido Pereira, 4 anos, é a quarta vítima de acidente de trânsito que ocorreu por volta das 19h desta segunda-feira (20), na BR-262, na saída para Três Lagoas, na altura do Autódromo de Campo Grande. Depois de ser retirada das ferragens, a menina foi levada em estado grave para a Santa Casa, mas não resistiu e morreu por volta das 21h40.

Carros envolvidos em acidente que acabou em 4 mortes ficaram destruídos.Foto Divulgação PRF
Carros envolvidos em acidente que acabou em 4 mortes ficaram destruídos.Foto Divulgação PRF

 

Outras três pessoas, morreram na colisão. São elas: Dionísio Alves Pereira, 55, que conduzia o veículo; a esposa Tereza Corrêia Pereira 51; e pai de Tereza, João Alves Pereira,90. A vítimas, que residiam no bairro Tiradentes e voltavam de um assentamento rural, estavam no mesmo veículo com a menina, um Fiat Uno, placas HQF-6456, que trafegava na BR-262 sentido Três Lagoas-Campo Grande.

Outras duas vítimas que estavam no outro veículo envolvido no acidente – uma Saveiro, placas KDX 6883, de Água Clara, que trafegava no sentido Três Lagoas-, foram encaminhadas à Santa Casa com escoriações e suspeitas de fratura e não tiveram os nomes divulgados.

Testemunhas, informaram a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que o Uno tentou uma ultrapassagem indevida e invadiu a pista contrária. A suspeita que o carro de passeio estivesse em alta velocidade, pois ambos os veículos ficaram destruídos.

Há também suspeita de que todos os mortos estivessem sem cinto de segurança. Os ocupantes do carro que ia para região leste do estado usavam o cinto de segurança

A PRF teve de interditar as duas pistas da BR-262, o que causou congestionamento de aproximadamente 4 quilômetros nos dois sentidos..

Silvio Ferreira

Comentários

comentários