Iagro confirma focos de raiva em bovinos de três cidades em MS

Da Redação/JN

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro) confirmou um caso de raiva bovina no sul do estado. Foi em uma fazenda na região de Coronel Sapucaia, a 380 quilômetros de Campo Grande. Um animal morreu nesta propriedade no fim de julho e o resultado do exame saiu há poucos dias.

Bovino morto, em decorrência da raiva; imagem ilustrativa (Foto: Divulgação)

O coordenador do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, Fábio Shiroma, explicou que além deste caso em Coronel Sapucaia existem outras confirmações em Amambai e Aral Moreira.

Por isso, a agência vai percorrer fazendas da região orientando os pecuaristas a vacinarem e também a verificarem a situação das propriedades.

A raiva é transmitida pelo morcego hematófago a qualquer mamífero. O vetor tem um raio de alcance de aproximadamente 15 quilômetros.

O coordenador da Iagro explicou que a ocorrência de um caso de raiva não é motivo para que a propriedade seja interditada ou para o sacrifício de animais que estavam na mesma área, quando confirmado que estão sadios.

No entanto, recomendou que os produtores da região fiquem alerta e iniciem o trabalho de vacinação o mais cedo possível.

Comentários

comentários