HU afirma que gerente de loja foi vítima de meningite

A assessoria de comunicação do HU (Hospital Universitário) de Campo Grande confirmou na manhã desta quinta-feira (25), que o gerente de loja de móveis Pedro Guilherme Teodoro, de 24 anos, que morreu no final da tarde desta quarta-feira (24), estava com meningite. Este é o segundo caso confirmado em Coxim – onde morava- nos últimos dias.

Pedro morava em Coxim  (Foto: Reprodução/Facebook)
Pedro morava em Coxim
(Foto: Reprodução/Facebook)

De acordo com a assessoria, o Hospital aguarda outros dois laudos que devem apontar se o jovem também tinha dengue e Síndrome de Guillain-Barré, uma doença autoimune que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso por engano, o que leva à inflamação dos nervos, que provoca fraqueza muscular. O resultado dos laudos deve ficar pronto nos próximos dias.

Segundo o Edição de Notícias, Teodoro estava internado no Hospital Regional Álvaro Fontoura e foi transferido em estado grave para o HU na manhã desta segunda-feira (22) com suspeita de dengue. Ainda conforme a assessoria, o jovem não respondeu ao tratamento e morreu no final da tarde desta quarta.

Pedro era gerente de uma grande loja de móveis localizada na região central de Coxim. O corpo dele está sendo velado em Pedro Gomes, onde residem seus familiares, e o sepultamento está previsto para as 15 horas no Cemitério Municipal.

Outro caso

Além do jovem, o pedreiro Antônio Pereira de Brito Neto, de 39 anos, que faleceu no final da tarde da segunda-feira (22) na Santa Casa de Campo Grande, também estava com meningite. Neto era funcionário de uma escola particular de Coxim.

O secretário de saúde, Rogério Souto, acredita que são casos isolados, mas que devem ser investigados. “Não há motivo para pânico, pois não se trata de um surto”, ponderou.

Comentários

comentários