Hospital Regional otimiza procedimentos de média e alta complexidade com atendimento de pacientes regulados

Foto Divulgação

A partir de janeiro de 2017, o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) passa atender somente pacientes regulados. A nova medida pretende otimizar os atendimentos do hospital, voltados para a média e alta complexidade, priorizando os pacientes de casos graves e direcionando os atendimentos iniciais para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

De acordo com o hospital, atualmente a demanda espontânea ocupa em média 70% dos leitos no PAM (Pronto Atendimento Médico) do Hospital Regional de MS, o que inviabiliza o recebimento de pacientes de alta complexidade. Com capacidade de 77 leitos no PAM, são atendidos cerca de 110 pacientes em média por dia.

Conforme o diretor-presidente do HRMS, Justiniano Vavas, colocar em prática o cumprimento do protocolo do HRMS, que é priorizar o atendimento de média e alta complexidade, resultará positivamente à população, que primeiramente procurará atendimento em UBS (Unidades Básicas de Saúde) e UPA (Unidade de Pronto Atendimento) correspondente a cada região. Entre as referências próximas ao HRMS estão: UPA Jardim Leblom e Aero Rancho e Copavila II, que oferecem atendimento 24h.

“Este cumprimento de regulação, não diminuirá os atendimentos no Hospital Regional, ele vai proporcionar atendimento de casos graves, que precisam ser tratados imediatamente, e claro, os paciente regulados também contarão com nossos serviços e serão atendidos da melhor forma possível”, concluiu o Diretor Presidente, Justiniano Vavas.

Comentários

comentários