Homem se apresenta e confessa ter matado rival

Da Redação/JN

Açougueiro de 33 anos se apresentou à Polícia Civil nesta quarta-feira (21) em Dourados e confessou ter sido o autor do assassinato de Cícero Ramão Correia, 41, morador no Jardim Aidê. O crime ocorreu no dia 13 de junho, quando a vítima teria parado em uma conveniência para comprar carvão.

Crime ocorreu na semana passada em Dourados – Fotos: Osvaldo Duarte

O nome do atirador não foi revelado e em seu depoimento, a justificativa é que vinha recebendo ameaças de Cícero há quase um ano por conta de uma discussão.

Na época, um boletim de ocorrência foi registrado pelo rapaz.

De acordo com o site Dourados News, o SIG (Serviço de Investigações Gerais) já havia identificado o açougueiro, porém, ele estava escondido em uma propriedade rural e resolveu se apresentar apenas nesta quarta.

À polícia, ele entregou o revólver utilizado no crime, calibre 38, três munições deflagradas e uma intacta.

Segundo o autor, após a confusão envolvendo os dois na madrugada do dia 30 de julho do ano passado, Cícero o encontrou várias vezes e fazia menção de estar armado, sempre ameaçando mata-lo.

Na semana passada, o rapaz afirmou ter saído de casa para conferir um emprego e encontrou com a vítima chegando na conveniência.

Ainda segundo seu depoimento, Cícero olhou para ele e colocou a mão na cintura, fazendo com que reagisse e atirasse. Dos três disparos, dois acertaram o homem no peito e no pescoço.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas quando a equipe chegou ao local, ele já estava morto.

Após se apresentar, o açougueiro foi ouvido e vai responder pelo crime em liberdade já que escapou do flagrante. Contra o autor dos tiros não há qualquer antecedente criminal.

Comentários

comentários