Homem entra na frente do irmão para defendê-lo e morre com tiro no peito

Rodrigo Balbino Fonseca, 34 anos, morreu com um tiro no peito após entrar na frente do irmão durante uma confusão ocorrida em uma conveniência, localiada na avenida Dom Pedro II, em Caarapó, por volta de 20h de domingo (16). Outras três pessoas ficaram feridas.

Rodrigo Fonceca Balbino. Foto: Arquivo familiar
Rodrigo Fonceca Balbino. Foto: Arquivo familiar

Conforme informações do boletim de ocorrência, o dono da conveniência Anderson Vieira Coutinho, realizava evento com música ao vivo no local.

Durante a festa, houve um desentendimento entre o dono e Dener Teixeira Salazar, sendo que Dener teria desferido um tapa no rosto do proprietário, revoltando as outras pessoas que estavam no local, que passaram a agredir Dener.

Ele foi levado até o carro dele, uma caminhonete Toyota Hilux e saiu dizendo que voltaria para pegar Rogério Fonseca Balbino, conhecido como Bonecão, um dos agressores e irmão da vítima.

Testemunhas relataram que cinco minutos depois, Leonardo Salazar, pai de Dener, chegou no local na mesma caminhonete que o filho fugiu e armado, perguntou quem eram os valentões.

Neste momento Rogério jogou uma cadeira na direção de Leonardo, que começou a atirar. Vendo a situação, Rodrigo entrou na frentre do irmão, sendo atingido por um tiro no peito.

Ao ver o irmão ferido, Rogério partiu para cima de Leonardo, que correu, entrou na caminhonete e começou a recarregar a arma. As outras pessoas da festa avançaram no atirador, que ainda disparou um tiro dentro do veículo, fugindo em seguida.
José Roberto Escobar que estava na festa e Rogério, foram atingidos pelos tiros. Rodrigo, que tentou defender o irmão, acabou morrendo.

Os dois foram encaminhados ao hospital São Mateus, quando Leonardo, chegou no local com quatro ferimentos. Ele foi atingido por facadas no abdômen, na mama e nas costas e uma bala estava alojada na costela do lado esquerdo.

Rogério, José e Leonardo foram encaminhados ao Hospital da Vida, em Dourados. O homem que causou a morte de Rodrigo está sob escolta policial. ( Com Informações caaraponews)

Comentários

comentários