Homem é preso suspeito de matar e enterrar mulheres em casa

TERRA/JN

Caso foi registrado na região central de São Leopoldo, no Vale do Sinos

Um caso macabro movimentou a cidade de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, na última sexta-feira (22). Incomodados com o forte cheiro vindo de uma casa no bairro Fião, vizinhos acionaram a polícia que, ao se deslocar para o endereço, se deparou com os corpos em avançado estado de decomposição de duas mulheres. Eles estavam depositados no chão de um dos quartos da residência, a poucos palmos do assoalho, e não puderam ser identificados.

Foto: Polícia Civil / Divulgação

O mistério durou até o domingo, quando o principal suspeito do crime foi preso pela polícia. O homem, que não teve a identidade divulgada, seria companheiro de Michele Carolina Canabarro, 34 anos, e viveria com ela em um espaço alugado da casa de Ingeborg Crisoldi Knorr da Fonseca, de 55. Para a investigação, as duas mulheres seriam as vítimas encontradas enterradas no endereço. A casa, de fato, pertencia a Ingeborg, o que reforça a teoria, mas apenas um exame de DNA poderá confirmar se as suspeitas da Delegacia de Homicídios se confirmam.

Foto: Polícia Civil / Divulgação

Vizinhos relatam que a proprietária da residência não era vista desde janeiro, mas que o suspeito dos crimes teria despistado a atenção dos moradores do entorno. Ele teria afirmado que Michele e Ingeborg estariam de férias na praia, e que estariam bem. Cães e gatos foram abandonados no local, e passaram a ser alimentados pelos vizinhos quando o suspeito dos assassinatos e da ocultação dos cadáveres também desapareceu.

O homem está preso temporariamente por cinco dias, mas a polícia já solicitou a conversão para a reclusão preventiva à Justiça.

 

Comentários

comentários