Usuário do metrô de Bruxelas flagra homem-bomba em chamas após explosão

BBC Brasil / SF

Mesmo assustado pela explosão, Bonnaffe conseguiu fazer esse registro imediatamente após a explosão. Foto: Reprodução Twitter Remy Bonnaffe

Assim como faz todos os dias, Remy Bonnaffe escutava música enquanto esperava o trem na Estação Central de Bruxelas na noite de terça-feira.

Em uma questão de minutos, o advogado, de 23 anos, ganhou fama inesperada: ele fotografou o momento em que a mala de um homem-bomba explode em um dos locais mais movimentados da capital belga.

“Ouvi um estampido e, quando olhei para o lado, vi algo em chamas”, contou Bonnaffe à agência de notícias Reuters.

O advogado, então usou seu smartphone para tirar uma foto – que correu o mundo depois de ser publicada em sua conta no Twitter.

Segundo testemunhas, o homem, que estava vestindo um cinturão com explosivos, detonou uma mala antes de ser morto a tiros pela polícia. Segundo as autoridades, ninguém se feriu com a explosão, que ocorreu por volta das 15h30m de Brasília.

Remy Bonnaffe, em sua foto de perfil do twitter
O autor do flagrante, Remy Bonnaffe, em sua foto de perfil do Twitter.

“Acho que todos nós demos alguma sorte. Ainda bem que ninguém se machucou e que tudo não passou de uma tentativa de atentado”, disse Bonnaffe.

Bruxelas foi alvo de atentados extremistas coordenados em março do ano passado, quando 32 pessoas morreram em explosões no aeroporto e em estações do metrô.

Desde os atentados, os espaços públicos de Bruxelas são constantemente patrulhados por policiais e soldados armados.

Bonnaffe conta que saiu correndo da estação e buscou refúgio em um hotel vizinho. “Houve um momento em que todos no lobby foram instruídos a buscar proteção, mas a polícia chegou bem rápido para controlar a área.

Além da estação, diversos locais nos arredores foram evacuados, por medida de segurança, e linhas do metrô passando pela Estação Central foram suspensas.

Comentários

comentários