Guerreiros! Com dois a menos, Flu vira, vence a 1ª fora e entra no G4

Tricolor segura o Goiás de forma dramática e sobe para quarta posição na tabela

O que vale é bola na rede. Não adianta criar boas jogadas e chutar em cima do goleiro, mandar para fora, fazer firula… Com menos um jogador quase todo o segundo tempo, o Fluminense mostrou ao Goiás como é que se faz, mesmo não jogando um bom futebol. Longe disso! Porém, o Tricolor foi mais objetivo ontem e saiu do Serra Dourada com a vitória por 2 a 1, de virada, e três pontos na bagagem. Entrou no G4 do Brasileiro, mais precisamente na terceira posição, e pretende não sair mais.

Foto Lancepress!
Foto Lancepress!

Principalmente no primeiro tempo, o Goiás mandou na partida. Entretanto, cansou de perder gols. Não à toa está mal na tabela. É verdade que fez um gol com Erik, aos 33 minutos, após bela arrancada e um toque por cima de Diego Cavalieri.

Parecia que o time goiano iria se recuperar na competição, além de acabar com o jejum de não vencer o Fluminense há sete anos em casa. Só parecia. O acatante Bruno Henrique, junto com Erik, infernizou a zaga tricolor, mas perdeu todas as chances que teve.

O Fluminense não tinha toque de bola. O garoto Gerson não achou seu espaço em campo e Magno Alves estava perdidinho na frente, muitas vezes isolado. Como não é craque, lógico, não fez a diferença. Inclusive, foi o Magnata que teve a melhor chance da equipe tricolor, mas chutou em cima da zaga, aos 46.

Veio o intervalo e parecia que o Goiás era quem brigava para entrar no G4. Com menos de 30 segundos da segunda etapa, Bruno Henrique perdeu mais uma vez aquele “gol feito”. Novamente, só parecia. O Fluminense, aos sete, empatou com Wagner.

O Goiás teve um pênalti a seu favor depois de Gum colocar a mão na bola. Mas Cavalieri foi gigante na frente de Felipe Menezes e defendeu. Com Gum expulso – e Vinicius lesionado no fim do jogo –, o Flu encarnou o ”Time de Guerreiros” e, aos 16, Edson virou o placar.

Valeu o empenho. Muito mais do isso. Valeu a virada, valeu a garra e, por causa disso, está a dois pontos do líder Sport. O Tricolor voltou e mostrou que vai brigar pelo título, mesmo sem ter tido uma atuação de encantar os olhos.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 x 2 FLUMINENSE

Local: Serra Dourada – Goiânia (GO)
Data/hora: 28/06/2015 – 16h
Público e renda: 2.419 pagantes – R$ 87.850,00
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Wagner, Erik, Clayton Sales e Henrique
Cartões vermelhos: Gum

Gols: Erik (31’/1ºT), Wagner (7’/2ºT) e Edson (16’/2ºT)

Goiás: Renan; Clayton Sales, Felipe, Fred e Rafael Forster; Rodrigo, Patrick (Arthur – 15’/2ºT), Felipe Menezes (Wiliam Kozlowski – 30’/2ºT) e Liniker (Wesley – 24’/2ºT); Erik e Bruno Henrique. Téc: Augusto Cesar

Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Antonio Carlos, Gum e Giovanni; Edson, Jean, Gerson (Lucas Gomes – intervalo), Wagner (Pierre – 30’/2ºT) e Vinícius; Magno Alves (Henrique – 13’/2ºT). Téc: Enderson Moreira

LANCEPRESS!

Comentários

comentários