Grupo de mídia dos EUA compra a F-1 por R$ 26 bilhões

f1vende
Formula 1 é vendida para a Liberty Media por US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 26 bilhões) – Foto: Twitter/Divulgação

A Liberty Media, do magnata da TV a cabo norte-americana John Malone, anunciou na quarta-feira (7) a compra da F-1, principal categoria do automobilismo no mundo.

Segundo um comunicado da companhia, o valor total da transação é de US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 26 bilhões), incluindo a dívida da categoria.

O acordo prevê que a Liberty Media tenha imediatamente 18,7% das ações da F-1 por US$ 746 milhões (R$ 2,4 bilhões). A empresa espera completar o negócio até o primeiro trimestre de 2017.

Chase Carey, ex-braço direito de Rupert Murdoch na 21st Century Fox, assumirá a presidência da empresa. Bernie Ecclestone, que está no controle da categoria há mais de 30 anos, continuará como diretor-geral, segundo os termos do acordo anunciado na quarta-feira.

“Eu admiro bastante a Fórmula 1 como uma franquia única de entretenimento global esportivo, que atrai centenas de milhões de torcedores a cada temporada em todo mundo. Eu vejo uma grande oportunidade para ajudar a categoria a continuar a desenvolver e prosperar para o benefício do esporte, dos torcedores, das equipes e dos investidores”, afirmou Carey.

A operação permite a Malone acrescentar ao seu portfólio um dos esportes mais assistidos do mundo, com 400 milhões de telespectadores em média a cada corrida.

Malone já está envolvido no mundo esportivo como proprietário do time de beisebol Atlanta Braves e com uma participação na Fórmula E, que organiza uma competição com carros elétricos. (Folha.com)

Comentários

comentários