Grêmio tem o zagueiro expulso, mas segura o Internacional na Arena

Um simples lance é capaz de modificar um placar, garantir um título ou rebaixamento e, no caso do Gre-Nal deste domingo, o de número 405 da história, transformou uma segunda etapa de equilíbrio em um jogo com um time superior. A expulsão de Geromel, zagueiro tricolor, aos 17 minutos, fez o nternacional tomar conta do jogo. Mas o momento mais aguardado do futebol, o gol, ficou para o próximo domingo. Os rivais ficaram no 0 a 0, na Arena, no primeiro duelo pela decisão do Campeonato Gaúcho. Marcelo Grohe acabou sendo o principal responsável por manter o zero no placar ao frustrar as investidas coloradas.

Sobrou disposição na Arena. Mas faltougol (Foto: Itamar Aguiar/LANCE!Press)
Sobrou disposição na Arena. Mas faltougol (Foto: Itamar Aguiar/LANCE!Press)

Por ter feito a melhor campanha até a decisão, o Inter tem apenas a vantagem de fazer o segundo e decisivo jogo na condição de mandante. Ou seja: novo 0 a 0 garantirá penalidades máximas no Beira-Rio. Igualdade com gols garantirá o título ao Grêmio, pois o gol na casa do adversário é critério de desempate. Quem vencer fatura o título. O Inter luta pelo penta consecutivo. O Tricolor tenta findar jejum que vem desde 2010.

GRÊMIO MELHOR, MAS NADA DE GOLS

O Grêmio foi a campo com o seu já manjado time. Douglas, Giuliano e Luan na criação e Braian Rodríguez sendo a referência. Já o Inter, repleto de mistério antes de a bola rolar, ingressou na Arena com três volantes, sendo Aránguiz o com mais liberdade. Mesmo com a reconhecida qualidade do chileno, ele não conseguiu auxiliar D’Alessandro e Eduardo Sasha. Sasha, por exemplo, só mostrou estar em campo quando tentou aproveitar jogadaça de Nilmar aos 24 minutos. Ele passou por quatro gremistas, mas foi travado antes de finalizar. Aguirre queria aproveitar o contra-ataque. Mas ele não veio. Valdíva fez muita falta ao Colorado.

Diante de um adversário com dificuldade para criar, o Grêmio foi melhor nos primeiros 45 minutos. Teve mais posse de bola (52% contra 48%, segundo a parceria LANCE!/FOOTSTATS), mais volume de jogo e também levou vantagem nas finalizações. Foram quatro, todas sem direção ao gol de Alisson, contra duas do rival, que também não levou obrigou Grohe a evitar o pior. A melhor chance gremista ocorreu aos 38 minutos, quando Douglas, de primeira, quase aproveitou como esperava o preciso cruzamento de Matías Rodriguez.

INGRESSO DE VALÍDIA, EXPULSÃO DE GEROMEL E…ZEROAZERO!

Valdívia seria titular se Aguirre não optasse por três volantes para iniciar o Gre-Nal. Para a etapa final, o treinador colorado, ciente do bom desempenho tricolor e da dificuldade do seu Inter em criar, promoveu a entrada do garoto. E Valdívia não tardou para jusitificar seu bom momento na temporada. Após garantir mais movimentação ofensiva ao Inter, ele recebeu boa bola de Geferson e foi derrubado por Geromel, que já tinha cartão amarelo. Resultado? Expulsão para o zagueiro gremista, aos 17 minutos.

A expulsão de Geromel e a consequente vantagem numérica do Inter modificou por completo o Gre-Nal. Marcelo Grohe precisou aparecer nas conclusões de D’Alessandro, Valdívia e Sasha. O Tricolor, como esperado, recuou, chamando o rival para o seu campo. O Colorado, então, passou a ter a posse da bola e a trabalhar por espaços. A pressão colorada até existiu, mas sem a organização necessária. Já o Grêmio, eficaz na marcação, celebrou o resultado em razão das circunstâncias.

FICHA TÉCNICA GRÊMIO 0 X 0 INTERNACIONAL

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data-hora: 26/4/2015 – 16h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: José Javel Silveira (RS) e Julio César Rodrigues dos Santos (RS)
Renda/Público: 2.402.081,00/43.681 pagantes/ 46.909 presentes.
Cartões amarelos: Maicon, Pedro Geromel e Marcelo Grohe (GRE); Nico Freitas, Aránguiz, Alisson e Valdívia (INT)
Cartões vermelhos: Pedro Geromel, 17’/2ºT (GRE)
Gols: Não houve.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Matías Rodríguez, Pedro Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Maicon (Walace, 32’/2ºT), Fellipe Bastos, Giuliano, Douglas (Cristian Rodríguez, 26’/2ºT) e Luan; Braian Rodríguez (Erazo, 20’/2ºT) – Técnico: Luiz Felipe Scolari.

INTERNACIONAL: Alisson; William, Alan Costa, Ernando e Geferson; Nico Freitas (Valdívia, Intervalo), Rodrigo Dourado, Aránguiz, D’Alessandro (Anderson, 34’/2ºT) e Eduardo Sasha (Rafael Moura, 41’/2ºT); Nilmar – Técnico: Diego Aguirre.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários