Grávida sarada diz que não pode ter parto normal por causa dos músculos da barriga

Gabriela Zugliani vai passar por uma nova cesariana; segundo ela, a musculatura atrapalha o parto normal

A repercussão com as imagens da barriga sarada mesmo aos oito meses de gestação não assustou a nutricionista esportiva Gabriela Zugliane, de 31 anos, que continua a malhação diária enquanto espera o nascimento da filha. A exemplo dos irmãos mais velhos, Gabriel, de 4 anos, e Bruno, de 2 anos, Betina vai ter que nascer de cesariana. Isso porque, segundo Gabriela, o excesso da contração muscular do abdômen não possibilitaria o parto normal.

Aos 8 meses de gestação, à espera de Betina, a rotina de malhação pesada continua Foto: Reprodução / Facebook
Aos 8 meses de gestação, à espera de Betina, a rotina de malhação pesada continua Foto: Reprodução / Facebook

— Tenho certeza absoluta de que não estou prejudicando a minha filha. Os dois mais velhos são super saudáveis. nasceram com 3,5 kg, tamanho normal, e acredito que ela terá o mesmo tamanho. Na primeira gestação, esperei até o limite, mas não consegui fazer parto normal e tive que fazer a cesariana — afirma Gabriela, que não abriu mão de amamentar os filhos.

Na foto, Gabriela aparece grávida de 9 meses do último filho, Bruno, de 2 anos Foto: Arquivo Pessoal
Na foto, Gabriela aparece grávida de 9 meses do último filho, Bruno, de 2 anos Foto: Arquivo Pessoal

Segundo a ginecologista e obstetra Alda Maria Branco, a musculatura muito rígida pode dificultar e até mesmo impedir, dependendo do quadro, que mulheres tenham parto normal. O ideal, segundo ela, é que as gestantes não façam pressão abdominal sobre a musculatura que fica sobre o útero, que pode levar a contrações, por exemplo, e colocar a saúde da gestação em risco.

— Um abdômen que passou por cirurgia plástica, por exemplo, também tem uma contratura forçada e torna o parto mais difícil. Não é possível criar uma norma sobre isso, mas sabemos que certamente será mais demorado pela rigidez muscular. A regra é não abusar. É o que sempre digo para as minhas pacientes malhadoras— explica.

À esquerda, Gabriela exibe um corpo sequinho apenas três dias depois do nascimento do primeiro filho; à direita, ela postou uma foto ainda na maternidade depois do nascimento do segundo filho
À esquerda, Gabriela exibe um corpo sequinho apenas três dias depois do nascimento do primeiro filho; à direita, ela postou uma foto ainda na maternidade depois do nascimento do segundo filho

Ela conta ainda que, na primeira gestação, tomou mais cuidado com a prática de exercícios até o terceiro mês, pois não sabia como o corpo se comportaria. Aos poucos, foi aumentando o peso até chegar ao volume normal de exercícios. No segundo filho, já estava confiante e malhou a topo vapor.

— Com 15 dias de pós-parto eu volto a malhar e em um mês a barriga começa a ficar bonita de novo. Leva uns três meses para ficar do mesmo jeito que era antes da gravidez. A amamentação ajuda muito a recuperar o corpo. Meus filhos mamam normalmente até os 6 meses — afirma.

Prato colorido e natural

Com pratos coloridos e zero açúcar, a dieta da mamãe sarada é rica em proteína de ovos e peixe – ela não come frango ou carne vermelha. Quando sente vontade de ingerir doces, usa os conhecimentos como nutricionista para criar receitas fáceis e saudáveis, como a panqueca rapidamente preparada com duas colheres de tapioca, uma banana, uma colher de sopa de cacau e duas claras. A mistura vai à frigideira e, em segundos, está pronta.
Impacto nas redes

A nutricionista esportiva causou alvoroço nas redes sociais depois de postar uma foto da barriga atlética, mesmo aos 8 meses de gestação. Os internautas ficaram divididos entre críticas e mensagens de suporte a ela, que espera Betina e já é mãe de Gabriel, de 4 anos, e Bruno, de 2 anos. A imagem teve mais de duas mil curtidas e 361 compartilhamentos.

— Eu sei que não é normal ver uma grávida com a minha aparência e, por isso, chama atenção. Já sou mãe e meus filhos são muito saudáveis. Malho muito, todo dia, e não diminuo carga, nada. Mantenho a alimentação bem saudável e simplesmente não mudo a minha rotina — explica a gestante, que vive no Rio de Janeiro.

Um internauta comentou “Já vai nascer um monstro. Por outro lado, uma seguidora defendeu: “Ta linda sua gestação e ainda por cima com saúde. Você, que não consegue uma barriga sarada como a dela, pode criticar”. Para Gabriela, entretanto, as críticas não incomodam e, por isso, continua mostrando o dia a dia de uma gravidez atlética.

Em outro post, a nutricionista pergunta: “E quem disse que não conseguimos manter o corpo igual na gravidez? Se você mantiver seus hábitos saudáveis nada mudará. Você tem esse poder de controlar a mente, que consequentemente controla o corpo. Busque a harmonia mente/corpo e jamais sairá de seu controle!”, disse ela.

EXTRA

Comentários

comentários