Governador lança nova edição do Rota do Desenvolvimento

Depois de se reunir com os atuais prefeitos e os eleitos para os próximos quatro anos, onde falou durante 40 minutos e reafirmou o compromisso do governo de continuar trabalhando pelos 79 municípios, o governador Reinaldo Azambuja abriu a sétima edição da Rota do Desenvolvimento, na noite desta segunda-feira, em Campo Grande. Na ocasião, lançou o Programa de Desenvolvimento da Fronteira e o Plano Estadual de Compras Governamentais, onde o governo antecipa os 40 milhões de itens que adquirirá em 2017.

O Governador Reinaldo Azambuja reuniu os prefeitos eleitos na noite de ontem (Foto: Divulgação)
O Governador Reinaldo Azambuja reuniu os prefeitos eleitos na noite de ontem (Foto: Divulgação)

O Programa de Desenvolvimento da Fronteira, em parceria do Estado com o Ministério da Integração Nacional, vai implementar políticas de fomento à economia das regiões que se limitam ao Paraguai e à Bolívia com a coordenação de um núcleo estadual formado pelos setores público e privado e, como convidados, representantes dos dois países. O papel do programa será criar eixos estratégicos e definir prioridades de apoio à produção e também em logística, segurança e saúde, dentre outras ações.

“Precisamos olhar Mato Grosso do Sul como um todo, para que seja um Estado igualitário em todas as regiões”, destacou o governador Reinaldo Azambuja, ao abrir a Rota do Desenvolvimento, no Auditório Manoel de Barros, do Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo. “Com o Programa de Desenvolvimento da Fronteira vamos fortalecer a economia dessa extensa faixa, atrair novos investidores e tornar nossos produtos mais competitivos”, acrescentou, lembrando que a atenção à fronteira era uma reivindicação antiga da região.

Economia forte

Ao lançar o Plano Estadual de Compras Governamentais, segundo Azambuja, o governo amplia o leque de benefícios ao micro e pequeno empreendedor e consolida as metas da Rota do Desenvolvimento, que é criar cenários favoráveis para soluções e fomento aos pequenos negócios em busca da competitividade, eficiência e diversificação da cadeia produtiva. O plano antecipa o que o governo comprará no próximo ano, cuja relação de itens o empresário tem acesso online, permitindo que a empresa se organize e se planeje, criando seus próprios mecanismos para entrar nos pregões e vender para o Estado.

O governador lembrou que o volume de empresas de Mato Grosso do Sul participando das compras governamentais aumentou de 54%, em 2015, para 64% este ano, das quais a grande maioria formada por micro e pequenas indústrias. Os avanços, conforme Reinaldo Azambuja, se devem às políticas de fomento e incentivos ao setor, implementadas em seu governo, em um conjunto de ações, dentre as quais a Rota do Desenvolvimento, com a participação do Sebrae, Fiems, Fecomércio e outros parceiros.

Durante a cerimônia de abertura da sétima edição da Rota do Desenvolvimento, o governador entregou o primeiro certificado do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi), destinado ao Frigocorte, de Maracaju, que agora poderá comercializar seus produtos para todo o País. O secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, também participou da entrega do certificado ao empresário José Augusto Alves e considerou um marco para a sanidade agropecuária de Mato Grosso do Sul.

Comentários

comentários