Governador anuncia nova política de incentivos fiscais durante inauguração de frigorífico em Aparecida

Uma política de incentivos fiscais diferenciados em Mato Grosso do Sul, que vai atrair novas e indústrias e gerar mais empregos, deve virar realidade nas próximas semanas. Isso porque o Governo do Estado formata um projeto de lei para enviar à Assembleia Legislativa que promete impulsionar o desenvolvimento econômico sul-mato-grossense. A informação foi divulgada pelo governador Reinaldo Azambuja nesta quinta-feira (28), em Aparecida do Taboado.

Foto: Chico Ribeiro
Foto: Chico Ribeiro

Durante a inauguração da nova unidade frigorífica da GeneSeas, de processamento e abate de peixes, Reinaldo destacou que faz uma administração parceira do setor industrial para beneficiar a população. “O governo tem buscado essa intenção com os incentivos fiscais, trabalhando na lógica da troca de impostos por empregos. Essa parceria com o setor é de geração de oportunidades, de fomento de cadeia produtiva e geração de postos de trabalho”, disse ele.

“Encaminhando esse projeto de lei para a Assembleia queremos a diferenciação dos incentivos fiscais por região para potencializar aquelas mais empobrecidas, que têm mais dificuldades”, completou.

Também presente na inauguração do frigorífico, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, explicou que a nova política de incentivos fiscais contempla questões ambientais e regionais, para que um segmento não atrapalhe o desenvolvimento do outro. “Vamos permitir a industrialização dos municípios que estão fora do eixo. No próximo mês, cidades como Aparecida do Taboado terão benefícios adicionais para empresas que proporem instalação”, falou.

O novo frigorífico da GeneSeas em Aparecida do Taboado está localizado na região do reservatório de Ilha Solteira, grande polo de produção de tilápia. Disposto na divisa dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, onde a empresa já possui suas fazendas de engorda, a planta também fica próxima a diversos produtores que fornecem peixe vivo para a GeneSeas, o que, segundo a assessoria da empresa, diminuirá consideravelmente o tempo de transporte, gerando menos stress ao peixe e agilizando o processo de abate.

Conforme o sócio-fundador da empresa, Tito Lívio Capobianco Junior, a GeneSeas gerou 40 empregos diretos e outras centenas de vagas indiretas com a instalação do frigorífico em Aparecida do Taboado. Só em Mato Grosso do Sul a companhia possui mais de 100 funcionários. “Para nós é um orgulho poder inaugurar uma nova unidade nesse momento de recessão que vive o Brasil e o Governo do Estado e a Prefeitura foram grandes parceiros nossos nesse projeto. A nossa empresa é líder nacional no setor e uma das grandes exportadoras mundiais de peixe para os Estados Unidos, graças ao nosso time de funcionários que preza pela qualidade do produto”, comentou.

A unidade conta com uma planta de 2.500 m² de área construída, com alocação de espaço para a fabricação de produtos de valor agregado e novos equipamentos com tecnologia de ponta. Essa nova estrutura, com capacidade de abate de 20 mil toneladas/ano, irá ampliar em quase três vezes a capacidade de processamento atual.

Comentários

comentários