Goldoni reagiu disparando 11 tiros de pistola contra executores

A Polícia Militar está no local (Foto: Via WhatsApp)
A Polícia Militar está no local (Foto: Via WhatsApp)

O ex-prefeito de Ponta Porã, ex-deputado estadual, federal e empresário, Oscar Goldoni, 67 anos, foi executado com cinco tiros fuzil .556 e pistola .9 mm, na cabeça.

O crime aconteceu por volta das 11h40min desta terça-feira (15), em frente ao prédio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que fica na Rua Vicente de Azambuja, Bairro São Domingos, em Ponta Porã.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Jarley Inácio de Souza, antes de morrer, Goldoni efetuou ao menos 11 disparos contra os pistoleiros que o assassinaram. “Existe a hipótese de um dos suspeitos estar baleado”, diz o delegado. Segundo ele, dois homens chegaram em um carro e dispararam contra Goldoni.

“Temos algumas linhas de investigação, mas não podemos passar no primeiro momento para não atrapalhar as investigações. Ele era uma pessoa pública, que tinha comércio, muitos amigos e muitos inimigos”, declarou o delegado, “O que a gente pode dizer de antemão é que o crime foi ‘encomendado’. As pessoas tinham uma estrutura, não foi qualquer desavença. Então, mais importante que descobrir os executores é descobrir quem foram os mandantes”, emendou.

 

Comentários

comentários