Garota prodígio: Estudante da rede pública representa MS nos Estados Unidos

O estado de Mato Grosso do Sul será representado por duas estudantes no programa Jovens Embaixadores, que beneficia alunos da rede pública com uma viagem de três semanas nos Estados Unidos. Uma delas é a estudante do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) Ana Claúdia Alves, de 17 anos, residente em Aquidauana, a 140 quilômetros de Campo Grande. Essa é uma iniciativa da embaixada americana, em parceria com setores público e privado do Brasil.

Ana Claúdia deve viajar na próxima sexta-feira

Apoiado pelo Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), pelo MEC (Ministério da Educação) e pela rede de centros binacionais Brasil-Estados Unidos, o Jovens Embaixadores tem como principal objetivo fortalecer a educação pública através dos estudantes selecionados, tornando-os exemplo a ser seguido pelos demais alunos.

Graças ao seu excelente desempenho escolar, Ana Claúdia foi contemplada com o programa e deve viajar na próxima sexta-feira (13) para os Estados Unidos. Fluente em inglês, a aquidauanense toca oito instrumentos, desenha, fotografa, tem perfil de liderança, ou seja, preenche todos os requisitos para participar do projeto internacional.

Em entrevista ao Página Brazil, a estudante contou que passou por seis etapas: a primeira é a pré-inscrição, a segunda o preenchimento online, a terceira é a prova escrita, a quarta a prova oral, a quinta etapa é a visita de um representante, e a sexta etapa é a eliminatória. “Quase desisti na prova escrita, era muita pressão. Agora, venci 17 pessoas”, lembra.

“É muito gratificante, porque eu posso representar a minha cidade, que é um município pequeno, e representar a minha escola [IFMS]. A minha turma me ajudou muito, o pessoal da minha igreja também ajudou bastante, e principalmente o professor Juvenal, que foi o professor que mais me incentivou,  inclusive escreveu minha carta de recomendação”, conta.

Ana Claúdia deve visitar pelo menos cinco cidades. Entre elas estão: South Lake Tahoe, Miami, Washington e Pensacola. Na Capital americana, a estudante deve seguir um dos protocolos, que é jantar na Casa Branca, residência oficial do presidente dos EUA.

Missão 

Os 50 estudantes brasileiros que irão aos Estados Unidos através do Jovens Embaixadores, venceram cerca de 19 mil inscritos de todo o país. De acordo com o programa, os vencedores têm a missão de conhecer os principais monumentos dos EUA, participar de reuniões, visitar projetos sociais e escolas.

Além disso, em um determinado período da viagem, os brasileiros serão divididos em grupos e cada um deve viajar para um Estado diferente. Os participantes serão hospedados por famílias do país.

Ainda conforme o programa, assistir aulas, interagir com outros jovens, praticar atividades culturais e apresentações sobre o Brasil, também fazem parte do ‘ritual’.

Outros representantes

Rafael representou MS no ano de 2014 (Foto: Arquivo Pessoal)

Mato Grosso do Sul é representado desde 2006. O estudante Rafael Ribeiro Polvere, de 19 anos, representou o Estado no ano de 2014.

“Conheci o programa em 2010. A partir de então comecei a estudar inglês e me dedicar a trabalhos voluntários. Em janeiro de 2014 embarquei para a maior experiência da minha vida. Eu não tinha noção do quanto aquela viagem me daria um rumo diferente. No auge dos meus 16 anos, fim de ensino médio, alegria por estar entrando na faculdade, foram momentos de reflexão, aprendizado e representação que mudaram meu conceito de várias coisas, entre elas, o olhar ao próximo”, relata.

Rafael acredita que ter conhecido pessoas com a mesma vontade de mudar suas comunidades e de lutar por seus objetivos, foi um dos maiores presentes que ele recebeu.”Cada experiência, conversa, música, amizade e palestra me fez um homem (apesar da pouca idade) melhor, uma pessoa mais confiante, capaz de fazer o que quer, buscar o impossível”, finaliza.

 

Comentários

comentários