Funcionários são liberados de hospital após vazamento de amônia em laticínio

Os 43 funcionários do laticínio Vale do Pardo que passaram mal na manhã de hoje após um vazamento de amônia, receberam atendimento médico na Santa Casa de Bataguassu, distante 335 km de Campo Grande, e já foram liberadas. Nenhum dos trabalhadores teve ferimentos grave e as causas do acidente ainda são desconhecidas.

Fotos: Tiago Apolinário/Da Hora Bataguassu
Fotos: Tiago Apolinário/Da Hora Bataguassu

Do total de funcionários afetados, 22 foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Os outros foram levados ao hospital municipal em carros particulares. Ao todo, cinco militares mais o comandante da operação trabalharam no atendimento às vítimas, usando uma unidade de resgate e um caminhão usado no combate a incêndio.

A médica que atendeu os pacientes informou que eles tiveram irritação nos olhos e na garganta.

O vazamento de substância identificada até o momento como amônia ocorreu na manhã desta quinta-feira (10) em laticínio de Bataguassu.
Vários funcionários foram socorridos pelos bombeiros com princípio de intoxicação. Outros deixaram a fábrica e acompanharam a ação dos militares do lado de fora.
O laticínio Vale do Pardo fica na MS-395, na saída da cidade para Santa Rita do Pardo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o vazamento aconteceu por volta das 10h30min de hoje.

Comentários

comentários