Fred aceita reduzir salário e está próximo de fechar com o Atlético-MG

As conversas entre Atlético-MG, Fluminense e o atacante Fred evoluíram bastante nas últimas horas e o jogador está muito próximo de ser anunciado como reforço do clube mineiro para a sequência da temporada. O atleta de 32 anos já acertou sua parte com o Atlético, inclusive com uma redução no salário. Fred recebia cerca de R$ 800 mil mensais no Fluminense, mas em Minas Gerais sua remuneração vai ser de R$ 500 mil por mês, além de metas, como apurou o UOL Esporte.

Fred aceita reduzir o salário para trocar o Fluminense pelo Atlético-MG (Foto: UOL)
Fred aceita reduzir o salário para trocar o Fluminense pelo Atlético-MG (Foto: UOL)

A expectativa da diretoria atleticana é que tudo seja resolvido ainda nesta quarta-feira, com a presença de Fred em Belo Horizonte. O jogador é aguardado na capital mineira para finalizar a transação, passar por exames médicos e assinar o contrato. O desejo do Atlético é contar com o centroavante já nas finais do Campeonato Mineiro.

As inscrições no Estadual se encerram nesta sexta-feira. Caso tudo seja sacramentado nas próximas horas e o jogador tenha o nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF até o dia 15, ele vai poder jogar contra a URT, pela semifinal do Mineiro.

Mas para contar com o centroavante, que tem vínculo com o Fluminense até 2018, o Atlético vai liberar alguns jogadores para o clube carioca. Os nomes ainda são estudados pelas duas diretorias, mas os jovens Eduardo e Carlos foram cogitados, assim como o meia Dátolo. E é justamente o ponto que mais complicado na negociação. Bastante identificado com o Atlético e com desejo de retornar ao Boca Juniors em janeiro, quando fica sem contrato com a equipe mineira, o meia argentino precisa ser convencido pela diretoria alvinegra.

E a presença do técnico Levir Culpi no comando do Fluminense pode ser um diferencial. Dátolo é bastante ligado ao treinador, com quem trabalhou no Atlético, entre abril de 2014 e novembro de 2015. A relação de Levir com Dátolo era tão boa na Cidade do Galo que o jogador chegou a ser chamado de filho do treinador, pelos demais atletas do elenco alvinegro.

Comentários

comentários