Fluminense vence o Corinthians no primeiro jogo sem Tite

O Fluminense venceu o Corinthians por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Mané Garrincha, em Brasília, e acirrou a disputa pelo G-4 do Brasileirão. Com o resultado, as duas equipes terminaram a oitava rodada com 13 pontos. A equipe paulista está em quinto lugar; os cariocas, em nono. A diferença entre os dois é o número de vitórias: 4 a 3 para o Alvinegro. O Santos, primeiro time dentro do G-4, também tem 13, mas leva vantagem sobre o Timão no saldo de gols.

Flu levou a melhor no duelo contra o Timão (Foto: Globo Esporte)
Flu levou a melhor no duelo contra o Timão (Foto: Globo Esporte)

O Tricolor acumulou cinco jogos consecutivos sem derrotas no Campeonato Brasileiro. O Timão, que já não teve Tite à beira do campo (ele deixou o clube para assumir a Seleção), conheceu sua segunda derrota seguida – havia perdido para o Palmeiras, domingo passado. Cícero marcou o gol tricolor em rebote de um pênalti que ele mesmo bateu.

Tite deixou o Corinthians para assumir a Seleção, mas deixou a estrutura montada. O interino Fábio Carille manteve o esquema intacto e o Timão dominou o Fluminense na primeira etapa. Mesmo não tendo tanto a bola quanto o Tricolor, que passou 51% com a posse, a equipe alvinegra foi mais objetiva. Criou duas chances reais de gol em cinco finalizações – a principal delas aos 41, com Marquinhos Gabriel. O Flu também arrematou cinco vezes, mas não assustou Walter.

O Fluminense começou o segundo tempo apresentando dificuldades para trocar passes. Assim como na etapa inicial, a equipe carioca sofria com a marcação do Corinthians, que controlava a partida. Até que, aos 14, Gustavo Scarpa cruzou da esquerda para Richarlison, que escorou para o meio da área. Cicero, na hora de arrematar para o gol, foi puxado por Yago.

O juiz marcou pênalti e expulsou o zagueiro corintiano. Na primeira vitória sem Fred, que era o batedor oficial, o próprio Cicero assumiu a cobrança. Cássio (que entrou no lugar de Walter, machucado) defendeu, e o meia tricolor conseguiu aproveitar o rebote. O final do jogo teve ares dramáticos. Cássio deixou o gol e foi à área para ajudar no abafa do Timão, mas não adiantou. (Globo Esporte)

Comentários

comentários