Flamengo acerta com Cristóvão Borges para comandar equipe no Brasileiro

O Flamengo agiu rápido após demitir Vanderlei Luxemburgo e fechou compromisso até o fim de 2015 com Cristóvão Borges, que assume a equipe no Campeonato Brasileiro.

Técnico Cristóvão Borges ganha chance em mais um time do Rio de Janeiro Foto Matheus Andrade/Photocamera
Técnico Cristóvão Borges ganha chance em mais um time do Rio de Janeiro Foto Matheus Andrade/Photocamera

O Rubro-negro confirmou a contratação do novo comandante no começo da tarde desta quarta-feira (27). Chegam também ao clube o preparador físico Rodrigo Poletto e o auxiliar técnico Cassiano de Jesus.

O treinador foi escolhido após reuniões da diretoria, que chegou a um acordo sobre o nome e ofereceu o cargo vago. Com passagens por Vasco e Fluminense, Cristóvão ganha oportunidade em mais um time do Rio de Janeiro.

Cotado pelo Grêmio – que fechou com Roger Machado -, Cristóvão foi o primeiro nome lembrado pelo Flamengo após a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Esta é a segunda vez que o treinador trabalha na Gávea, já que ele participou da comissão técnica de Ricardo Gomes em 2004 como auxiliar técnico.

Oswaldo de Oliveira foi outro nome cogitado no Rubro-negro, mas o clube preferiu não esperar o desenrolar da situação com o Palmeiras. A diretoria comandada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello queria dar uma resposta rápida para que o clube não ficasse sem comando nas próximas rodadas do Brasileirão.

Com um empate e duas derrotas nas três primeiras partidas da competição, o time da Gávea tem o pior começo na história dos pontos corridos.

O último trabalho de Cristóvão foi realizado nas Laranjeiras e terminou em março deste ano. O comandante estava no Tricolor desde abril de 2014, mas tropeços no Campeonato Carioca determinaram a queda.

Cristóvão Borges ganhou projeção no futebol brasileiro por ter assumido o Vasco após o AVC que atingiu Ricardo Gomes em 2011. O então auxiliar técnico se saiu bem como comandante do Cruzmaltino e acabou efetivado no cargo. Naquele ano, ele levou o time de São Januário ao segundo lugar do Campeonato Brasileiro.

Além de Vasco e Fluminense, o treinador de 55 anos também teve chance no comando do Bahia, em 2013.

UOL

Comentários

comentários