Fim da greve dos médicos: Atendimento à população volta ao normal

A Prefeitura de Campo Grande fechou, hoje, acordo com os médicos que atuam na rede pública municipal prevendo o fim da greve da categoria, já a partir desta segunda-feira.

Prefeitura oficializa acordo e médicos da Capital retomam atendimento
Prefeitura oficializa acordo e médicos da Capital retomam atendimento

O entendimento foi fruto dos diálogos incessantes com a categoria, para chegar a um ponto comum em benefício de quem é mais importante nesse contexto: a população que precisa do atendimento das unidades de saúde mantidas pelo Município.

Apesar de a Prefeitura ter a seu favor decisão judicial considerando a greve ilegal e prevendo pagamento de multa pela classe, o Município abriu mão da cobrança, novamente pensando em normalizar o atendimento à população.

O acordo foi assinado pelo presidente do Sindicato dos Médicos, Valdir Siroma, pelos secretários de Administração, Wilson do Prado, e de Saúde, Jamal Salém, e pelo procurador-geral do Município, Fabio Leandro. O documento foi protocolado na ação judicial sobre a greve.

Entre os pontos atendidos, além do perdão da multa, está o pagamento dos dias parados; o retorno a partir de primeiro de junho do pagamento das gratificações; o pagamento dos valores referentes às gratificações que não foi feito, parcelado em seis vezes; a manutenção das escalas de trabalho; e o estudo para a aplicação de reajuste.

De acordo com o superintendente da Sesau, Virgílio Gonçalves, com a volta dos médicos ao trabalho, as consultas que deixaram de ser realizadas serão reagendadas. Por dia, na atenção básica, foram cerca de 4 mil atendimentos que deixaram de ser realizados.

Comentários

comentários