Fenômeno vai parar no hall da fama na Itália como melhor jogador estrangeiro

Segundo maior artilheiro em Copas do Mundo, com 14 gols marcados, Ronaldo Nazario foi homenageado em um dos países que mais fez sucesso: Itália.

Fenômeno vai para o hall da fama (Foto: Divulgação)
Fenômeno vai para o hall da fama (Foto: Divulgação)

Na última terça, o brasileiro participou de um evento em Florença e recebeu a honraria como melhor estrangeiro que atuou no futebol italiano nos últimos tempos.

Ao lado de Ronaldo, passaram a integrar o hall da fama da Itália nesta semana o técnico da Internazionale, Roberto Mancini, e Marco Tardelli, campeão com a seleção italiana em 1982. Revelado pelo Cruzeiro, Ronaldo passou por clubes na Espanha e Holanda, mas foi na Itália em que alcançou o auge.

Apelidado de fenômeno na Inter de Milão, Ronaldo alcançou a Bola de Ouro com a camisa da capital, mas também sofreu uma das lesões mais graves da carreira. Em jogo contra o Lazio, na Liga Europa, o brasileiro foi atingido duramente por Fernando Couto e machucou gravemente o joelho. A lesão quase colocou em risco sua participação na Copa do Mundo de 2002.

“O talento não é algo inato, o trabalho também faz falta. Me lembro que quando era criança levantava de manhã para assistir aos jogos do futebol italiano. Sempre sonhei com o futebol italiano, e foi ele que tirou o melhor de mim”, comentou o ex-jogador, que hoje atua como empresário na 9ine e como sócio do Fort Laudardale Strikers, da NASL.

Na Itália desde o início da semana, Ronaldo deu entrevista à Gazzetta dello Sport na segunda avisando que, depois de Florença, viajaria à Roma para visitar o Papa Francisco no Vaticano. “Acho que acabaremos falando de futebol. O presentearei com uma camisa da Seleção, acho que ele não vai ofender, né?”, comentou. (TERRA)

Comentários

comentários