Família morta na BR-163 era de Rio Verde e prefeito decreta luto de três dias

O advogado Cleiton Andres, a esposa dele Juliane Souza e seus dois filhos, um menino e uma menina, morrem carbonizados num trágico acidente ocorrido na tarde deste domingo (26), no quilômetro 514 da BR-163, entre Jaraguari e Campo Grande.

Foto: Via WhatsApp/Edição de Notícias
Foto: Via WhatsApp/Edição de Notícias

Segundo informações preliminares, a família seguia de carro de Campo Grande para Rio Verde, a bordo de um Lifan-X60, quando aconteceu o acidente. Antes que as vítimas pudessem ser socorridas o carro pegou fogo e os quatro morreram carbonizados.

O carro da família colidiu num VW Voyage, que trafegava no sentido contrário, e era dirigido por um homem ainda não identificado, que também morreu com a colisão. Parentes da família de Rio Verde, seguiam em outro veículo e teriam presenciado a tragédia.

Andres era filho do empresário conhecido como “Didi”, proprietário do Balneário Sete Quedas em Rio Verde. A morte da família está comovendo os moradores de Rio Verde, que já lamentam o ocorrido pelas redes sociais.

Muitos já se consideram de luto, inclusive o prefeito de Rio Verde, Mário Kruger (PT). Em sua página no Facebook ele divulgou uma imagem divulgando o luto oficial de três dias, sendo ponto facultativo nesta segunda-feira (27).

A colisão teria acontecido durante ultrapassagem, em ponto onde a manobra é permitida. O caso foi registrado como ‘homicídio culposo na direção de veículo automotor’.

Com o impacto, os veículos se incendiaram - Foto: Auxiliadora Souza
Com o impacto, os veículos se incendiaram – Foto: Auxiliadora Souzam Informaçoe

Com Informações Edição de Notícias

Comentários

comentários