Explosão em Aleppo mata ao menos 12 civis e deixa cerca de 50 feridos

Pelo menos 12 civis morreram neste domingo e cerca de 50 ficaram feridos por uma explosão de origem desconhecida na província setentrional síria de Aleppo, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Homem caminha ao lado de prédios destruídos no bairro controlado por rebeldes al-Sukkari em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)
Homem caminha ao lado de prédios destruídos no bairro controlado por rebeldes al-Sukkari em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)

O fato ocorreu na zona de Gazauiya, localizada nos arredores da cidade de Afarin, no noroeste de Aleppo, e as vítimas são em sua maioria comerciantes, vendedores, motoristas e cidadãos, segundo fontes médicas citadas pela ONG.

Gazauiya é um centro de reunião de comerciantes e vendedores que chegam com caminhões para transportar mercadorias ao norte de Aleppo e outras áreas.

O Observatório não descartou a possibilidade de que aumente o número de vítimas fatais devido à gravidade de vários feridos.

Até agora são desconhecidas as causas da explosão na região, que está sob o controle de milícias curdas, e próxima a áreas de população árabe, controladas por facções rebeldes e islamitas.

Comentários

comentários