Ex-secretário diz que Amorim queria ‘conquistar’ Bernal

O ex-secretário de Planejamento e Finanças, Wanderlei Ben Hur da Silva, na primeira fase

Ex-secretário depôs hoje no Gaeco Foto Paulo Francis
Ex-secretário depôs hoje no Gaeco Foto Paulo Francis

em que Alcides Bernal (PP esteve na prefeitura de Campo Grande , disse que teve uma conversa que foi grampeada pela Polícia Federal durante a Operação Lama Asfáltica.

“Se tratava de um telefonema onde o Amorin me liga e pergunta onde é que eu estava, porque que ele queria falar comigo. Disse que queria tentar uma aproximação com o Bernal a pedido do Mário Cesar”, se referindo a João Alberto Krampe Amorim dos Santos, dono da Proteco e ao então presidente da Câmara de Campo Grande.

Ele foi intimado a prestar depoimento no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) nesta quinta-feira (3), “A gente que tá no cargo político, tem que conversar com todas as pessoas, inclusive com a Câmara Municipal”, destacando que não recebeu nenhum benefício do empresário . “Pelo próprio áudio você vê que não tem envolvimento nenhum”, diz.

Sobre a comissão que levou à cassação de Bernal, ele disse que na época já se ouvia falar em compra de vereadores mas que isso não ocorreu. “A cassação de Bernal era irreversível”, opinou.

Comentários

comentários