Ex-presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio morre após luta contra câncer

Juvenal no CCT da Barra Funda em 2013
Juvenal no CCT da Barra Funda em 2013

x-presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio morreu aos 83 anos, nesta quarta-feira. O dirigente se tratava havia anos de um câncer de próstata, mas a doença debilitou bastante sua saúde, e os últimos meses foram complicados. Ele estava internado no hospital Sírio-Libanês desde domingo.

“A doença tinha se complicado muito, e ele não estava bem há um tempo. Infelizmente não resistiu mais”, disse José Francisco Mansur, ex-assessor do dirigente, à reportagem.

Juvenal Juvêncio foi um dos maiores dirigentes da história do time tricolor. Ex-diretor de futebol e presidente em dois períodos por quatro mandatos (1988 a 1990 e 2006 a 2014), ele conquistou vários títulos, como três brasileiros consecutivos, uma Copa Sul-Americana, uma Libertadores e um Mundial de Clubes.

O ex-presidente ajudou a eleger Carlos Miguel Aidar no ano passado, mas brigou com o aliado e deixou a diretoria da base – Aidar acabou renunciando há poucos meses.

“Muito trabalhador, vitorioso, parceiro. Sempre fala o que tem falar diretamente. Lamento muito, sofreu bastante agora no final, tomara que Deus o acolha em um bom lugar e conforte sua família. Fez muito pelo são Paulo. trabalhou demais, e a gente perde muito”, disse o agora técnico do Flamengo, Muricy Ramalho, vitorioso ao lado de Juvenal Juvêncio na última década, no Bate-Bola Bom Dia.

ESPN

Comentários

comentários