Ex-prefeito de Estrela do Norte, em Goiás, é morto a tiros dentro de motel

O ex-prefeito de Estrela do Norte Geraldo Nicolau Filho foi morto a tiros, na quinta-feira (1º), dentro de um motel às margens da BR-153, em Mara Rosa, no norte de Goiás. Câmeras de segurança registraram o momento em que a vítima é assassinada

Ex-prefeito de Estrela do Norte é morto a tiros em pátio de motel (Foto: TV Anhanguera)
Ex-prefeito de Estrela do Norte é morto a tiros em pátio de motel (Foto: TV Anhanguera)

O delegado responsável por investigar o caso, André Medeiros, informou ao G1 que o prefeito de Estrela do Norte, Welligton José de Almeida (PMDB), é um dos suspeitos de cometer o crime. A reportagem tentou contato com o político, mas as ligações não foram atendidas.

As imagens mostram o momento em que o ex-prefeito é cercado por três pessoas no pátio do motel. Para o delegado, são dois homens e uma mulher. 

Geraldo é baleado, tenta correr, mas é atingido por mais disparos. Em seguida, cai no chão. As imagens das câmeras de segurança já foram apreendidas pela Polícia Civil.

De acordo com Medeiros, a vítima estava no motel com a mulher do secretário municipal de Saúde de Estrela do Norte, que é irmão do atual prefeito. Após o crime, ela deixou o local. “Dois minutos depois ela sai do quarto, vai a recepção, paga o motel e vai embora”, contou o delegado.

Para a polícia, os suspeitos de cometer o crime são o prefeito, a primeira dama e outro irmão do político. O delegado afirma que vários fatores os relacionam ao crime. Um deles é que os veículos que estavam no local, um Fiat Punto preto e uma caminhonete Chevrolet S10 branca, pertencem, respectivamente, à primeira-dama e ao irmão do político.

“Quando os policiais viram as imagens, fizeram a descrição física do prefeito. Tem também a coincidência dos veículos e o fato de eles terem sumido da cidade”, aponta Medeiros.

O delegado investiga a motivação do crime. “Tem a questão de a vítima ter uma relação com a cunhada do prefeito ou então questão política porque a pessoa que morreu estava se movimentando para ser candidato a prefeito nas próximas eleições”, acredita Medeiros.

Geraldo administrou a cidade de 2001 a 2008. A Polícia Civil não soube informar se o ex-prefeito era casado nem a idade dele.

G1

Comentários

comentários