EUA libera importação de carne bovina de MS e outros 12 estados

Mato Grosso do Sul está habilitado para exportar carne bovina para os Estados Unidos. A liberação é do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês), que reconhece o Estado como livre de aftosa, que publicou comunicado oficial nesta terça-feira (30), durante visita da presidente Dilma Rousseff ao país.

MS pode se habilitar para exportar carne para o EUA - Foto: Arquivo
MS pode se habilitar para exportar carne para o EUA – Foto: Arquivo

A liberação encerra uma negociação que já durava mais de 15 anos entre os dois países. Com a decisão dos Estados Unidos, abre-se um mercado potencial de pelo menos 100 mil toneladas por ano para os frigoríficos nacionais.

Cabe agora aos Estados brasileiros e ao Distrito Federal, se habilitarem para a venda de carne in natura ao mercado norte-americano. A medida favorece 95% da agroindústria exportadora brasileira.

Tocantins, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Sergipe, são os Estados livres de febre aftosa com vacinação e que estão na lista para exportação de carne bovina.

De acordo com o Ministério da Agricultura, a expectativa de Kátia Abreu é que em cinco anos o Brasil esteja exportando 100 mil toneladas de carne bovina para os Estados Unidos. “Temos que persistir em praticar uma defesa agropecuária de forma permanente. Vamos trabalhar para que o Brasil se situe entre os cinco países como referência agropecuária”, ressaltou a ministra.

A abertura do mercado ao produto brasileiro é uma sinalização importante para o setor agropecuário brasileiro. Na interpretação de Kátia Abreu, essa decisão do governo Barack Obama é como “ter uma senha” para o acesso a outros mercados.

Comentários

comentários