Estúdio Lisa Lima de Dança do Ventre entra no universo do escritor Malba Tahan com o espetáculo Maktub

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O Estúdio Lisa Lima de Dança do Ventre, em parceria com a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, realiza no sábado (14), às 19h30, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo, o espetáculo “Maktub”, em alusão ao livro do escritor Malba Tahan. A duração aproximada é de 120 minutos e a classificação é livre.

Malba Tahan é pseudônimo do escritor brasileiro Júlio César de Mello e Souza. Nascido no Rio de Janeiro em 1895, Júlio foi um professor de matemática bastante criativo. Apaixonado pela cultura árabe, criou seu famoso pseudônimo para escrever livros infanto-juvenis e divulgar a matemática em todo o Brasil.

Júlio é famoso no Brasil e no exterior por seus livros de recreação matemática e fábulas/lendas passadas no Oriente, muitas delas publicadas sob o pseudônimo Malba Tahan. Ele criou este personagem por acreditar que um escritor brasileiro não chamaria atenção escrevendo contos árabes, e, para dar mais verossimilhança à história, criou também um tradutor para os livros, o professor Breno Alencar Bianco. Assim, para elaborar seus livros, o jovem escritor estudou a fundo todos os aspectos da cultura árabe e da oriental.

O livro Maktub! conta a história do jovem Fauzi Nali, que foi forçado a fugir depois de ter pintado o retrato do rei Mahendra, que tinha um nariz disforme. É um livro de contos sobre a cultura árabe e o modo de pensar deste povo. São histórias extraordinárias, sempre surpreendentes, que revelam o mistério do mundo árabe ao estilo das Mil e uma Noites.

A bailarina e coreógrafa Lisa Lima explica que teve a ideia de homenagear Malba Tahan a partir do seu livro Maktub!, cujo título chamou sua atenção. “No próprio livro encontra-se referência à palavra Maktub, que em árabe significa carta. É o particípio passado do verbo ktab, escrever. A expressão ‘estava escrito’ é característica do modo de ver do fatalismo muçulmano”.

Para homenagear o escritor do modernismo brasileiro autor de Maktub!, por meio da dança, o Estúdio Lisa Lima convidou a bailarina Aline Prieto, de São Paulo. Aline começou a dançar em 1998, e atualmente realiza shows na Casa de Chá Khan el Khalili, na capital paulista. Participou da novela O Clone a convite da bailarina Cláudia Cenci, sua professora. Também fez aulas com as bailarinas Melinda James, Jade el Jabel e Aziza Mor Said. Já se apresentou no Cairo, no Festival Ahlan Wa Sahlan e foi a primeira colocada no Festival Nacional Divas, em 2013, em São Paulo.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Participa também o bailarino Faruk Jawad, de Campo Grande. Faruk começou com a dança masculina árabe em 2010, com o professor Sahu Abel Heyn. Logo após realizou workshop com profissionais de São Paulo, como Márcio Mansur, Tarik, Fael Rabello e Najwa Zaidan. Seu estilo preferido é o Said, que é a dança com bastões, mas procura inovar estudando outros estilos. Faruk é professor de dança no Estúdio Lisa Lima.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A direção e a coreografia são de Lisa Lima, iluminação de Fernando Tucci, sonoplastia de João Rocha, cenografia de Nilsa Leite, tesouraria de Nágila Lima e pesquisa e assessoria de comunicação de Karina Lima.

História – A Companhia de Dança Lisa Lima foi fundada em 2003 pela professora, coreógrafa e terapeuta ocupacional Lisa Lima, que trabalha a dança do ventre de forma terapêutica utilizando também técnicas teatrais. A Cia. iniciou suas produções atuando em diversas peças teatrais com o Grupo “Tramas, Dramas & Aplausos” e já fez apresentações performáticas em locais alternativos, festas, eventos e casas noturnas de Campo Grande.

Lisa Lima ministrou aulas de dança do ventre na Secretaria Estadual de Receita e Controle e participou da organização de eventos culturais pela Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social. Atualmente dá aulas em seu próprio estúdio, na academia Nativa e no projeto social Tocando em Frente.

Apresentou-se em eventos no Centro de Convenções e na Anhaguera-Uniderp, além da criação dos espetáculos da Companhia: “Dançando entre amigos” no Sesc Horto, “Maktub”, no auditório do Crea-MS e “Mistérios Femininos”, “O Segredo do Egito”, “Ventre do Brasil”, “Cleópatra – A magia da sedução”, “Deusa Afrodite”, “Chakra do Coração”, “Arabesque Brasil”, “Luz do Ventre”, “Sentidos”, “Templo das Sacerdotisas”, “Caravana do Egito” e “Pirâmide Sagrada” no Teatro Aracy Balabanian.

Serviço – Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia, válida para estudantes, professores, doadores de sangue e idosos (acima de 60 anos), com a apresentação de seu respectivo comprovante.

Os ingressos podem ser adquiridos antecipados no Estúdio Lisa Lima, que fica na Rua Pavuna, 27, sala 1, Itanhangá Park ou na bilheteria do teatro, uma hora antes do início do espetáculo.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3326-5897 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica localizado na Rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho.

Comentários

comentários