Esquerda à direita: PDT fecha aliança com PSDB a prefeito da Capital

Dago_RoseAs negociações para eleição 2016 a prefeito de Campo Grande vem ‘dando voltas’ com partidos lançando candidaturas próprias para testar nomes ou mesmo para negociar posições, como também entrando e saindo de coligações, fazendo ‘testes’ entre os nomes mais cotados para assumir o Paço Municipal. Nos dois, três últimos meses foram de projeções, que devem acabar até de forma inusitada, com adversários se unindo e ‘amigos’ se separando. O fato nos últimos dias já começam a aparecer em algumas ‘surpresas’, com petistas fazendo aliança com pemedebistas no interior do Estado, e na mais recente, confirmada nesta sexta-feira (29), que o PDT de Campo Grande, agora deve se unir ao PSDB. O anuncio foi feito pelo presidente municipal tucano, vereador Lívio Leite, em entrevista nesta manhã a Rádio Capital FM 95 e ao Página Brazil, como publicamos mais cedo.

Os pedetistas desde o inicio do ano, já lançaram dois candidatos: Tereza Name, em abril, e, Dagoberto Nogueira, no começo de junho; propuseram compor com o PT em uma frente de esquerda e negociaram com outros partidos, que se revela ter incluído as legendas de direita. Hoje, o PDT foi anunciado na coligação de oito partidos pela candidatura da vice-governadora Rose Modesto (PSDB), que será oficializada neste sábado (30) durante a convenção do partido na Capital. “Até o momento, o PSDB já fechou aliança com sete partidos na chapa majoritária, que levarão o nome de Rose na disputa do Paço Municipal, sendo os já anunciados a algum tempo como o PR, Solidariedade, PRB, PROS e o PSL. O PSB que oficializou na semana passada e agora o PDT, que veio compor”, anunciou Lívio Leite.

O presidente regional do PDT, o deputado federal Dagoberto Nogueira, que esteve no Página Brazil no dia 24 de junho, falando de sua candidatura, não foi encontrado para ratificar o anuncio tucano. Mas, o Página Brazil conversou com outra liderança, o ex-vereador Paulo Pedra, que confirmou o apoio fechado ao PSDB. “Eu não participei disto, até pelo que todos sabem de minha ligação e proposta de ir apoiar a reeleição do prefeito Alcides Bernal. Mas foi sim fechado ir apoiar a candidatura deles. Não conversei com Dagoberto, quanto a essa decisão, ele esta agora em tratamento medico. Mas, vou ver com ele sobre essa guinada e como vai ser justificado isto”, comentou Pedra.

Pedra, ante a decisão da direção do partido, revelou ou ratificou que ele continuará no projeto com Bernal, sendo até candidato, apesar de estar no partido que vai para outra coligação e mesmo ele ainda estando com impedimento pela Justiça eleitoral. Ele ainda lembrou que o PDT ou Dagoberto, estava a frente da candidatura própria ou de negociações, tendo recebido apoio do ex-governador Zeca do PT, hoje seu colega deputado federal, então amigo e que defendia sua candidatura entre os petistas, para tê-lo na cabeça de chapa da que poderia ser a “frente das esquerdas”, como publicamos várias vezes.

paulo-pedra_dbb6f7e41“Como lutei desde o começo e anunciei que ficaria e ou queria levar o PDT a continuar no projeto do Bernal, eu vou permanecer, e serei candidato para ajudar. Conversamos e confio que vão me liberar candidato mesmo no PDT, mas para trabalhar no projeto que o PDT, eu e outros participam e onde eu confio”, declarou Pedra.

PDT coadjuvante

Os pedetista deverão ter apenas um papel de apoio a chapa proporcional dos vereadores, pois sendo o último a desembarcar no ninho tucano, não poderá exigir nada ou até nem espaço teria mesmo para isto. Sendo que o PSDB já negociou e tem já ao menos dois pretendentes para ser o candidato a vice-prefeito, como a chapa a vereadores será subdividida em.

Conforme ratificou hoje pela manhã em vídeo ao Página Brazil, o presidente municipal disse que o nome do vice será indicado pelo PR (Partido da República). “Ontem assinei uma carta de convite para que o PR indique o nome do vice. A princípio, como todos sabem, o nome indicado por eles extraoficialmente é do empresário Claudio Mendonça, superintendente afastado do Sebrae”, declarou.

Comentários

comentários