Equipe olímpica feminina do Brasil participa de evento-teste de rugby no Rio

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O evento-teste de rugby para os Jogos Olímpicos Rio 2016, em agosto, começa hoje (5) no Estádio de Deodoro, zona norte do Rio de Janeiro, com o Campeonato Sul-Americano de rugby sevens, do qual participará a seleção feminina olímpica do Brasil rugby 7, ou rugby de 7, integrada por sete jogadoras. Doze atletas foram convocadas das quais sete jogarão e cinco ficarão no banco de reservas. O campeonato se estenderá até amanhã (6), quando ocorrerão os jogos finais e serão conhecidos os vencedores.

No total, serão 96 atletas de oito países (Brasil, Colômbia, Argentina, Venezuela, Uruguai, Chile, Paraguai e Peru). As atletas brasileiras convocadas são Amanda Ricci, Beatriz  Muhlbauer, Bruna Lotufo, Edna Santini, Franciny Amaral, Haline Scatrut, Julia Sardá, Juliana Santos, Luiza  Campos, Paula Ishibashi, Patricia Campos e Raquel Kochhann.

Segundo o diretor da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), Agustin Danza, o evento será fechado, inclusive para transmissão por emissoras de televisão, “porque o espaço ainda não está pronto para receber o público”. O Comitê Organizador Local (COL) da Rio 2016 confirmou que as arquibancadas do estádio são temporárias e serão montadas mais adiante, como ocorrerá também com a arena de vôlei, em Copacabana, zona sul da cidade, e no Parque Olímpico, zona oeste.

De acordo com o COL, o evento-teste vai avaliar as condições do estádio para receber as seleções, incluindo gramado, vestiários, cronometragem do tempo de jogo, apresentação do esporte, voluntários e operações internas. O objetivo é corrigir eventuais falhas para que na Olimpíada tudo esteja acertado. A avaliação atende a determinações do próprio COL.

Agustin Danza explica que na modalidade sevens, cada jogo dura 14 minutos, sendo dois tempos de sete minutos cada. Como o evento total se estende, em geral, das 10h às 18h, com cada equipe podendo jogar três vezes ao longo do dia, os torcedores costumam assistir às partidas vestindo fantasias. “É um clima festivo”, explica Danza, pois “o rugby não é só um jogo que o torcedor vê e vai embora”.

De acordo com o diretor, o objetivo não é ganhar medalha de ouro na Olimpíada, que será aberta no dia 5 de agosto.  “Não estamos prontos para medalha de ouro”, explica. O objetivo é fazer bons jogos iniciais, para entrar no grupo Top 6, o grupo dos seis melhores do mundo, e “aí, então, teremos jogo para lutar por uma medalha”, diz ele.

Comentários

comentários