Encontro inusitado de Bernal e Amorim é marcado por provocações

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), informou durante agenda pública na manhã desta segunda-feira (7) que mais cedo, ao checar o tapa-buraco da Rua dos Vendas, teve um encontro inesperado com João Amorim, proprietário da Proteco Construções, com quem dialogou brevemente.

Bernal durante conversa com o empresário João Amorim (Foto: Divulgação)
Bernal durante conversa com o empresário João Amorim (Foto: Divulgação)

Segundo o prefeito, o empresário, que é acusado de tramar a sua cassação em 2014, parou o carro perto dele que foi conversar com o motorista. Ao baixar os vidros, o prefeito viu que rra Amorim. “Ele elogiou o serviço tapa-buraco, mas previu que eu me daria muito mal.

Bernal questionou o empresário “o senhor está me ameaçando?”. “Não é ameaça, mas do jeito que as coisas estão indo, vão acabar muito mal”, respondeu Amorim.

Ao fazer uma avaliação do encontro inusitado, Bernal previu o pior para o desafeto. “Do jeito que as coisas vão indo, vão acabar mal para ele”, reagiu.

Ele aproveitou a oportunidade para ressaltar que tudo vai acabar bem em Campo Grande e acusou Amorim de ter comprado cassação de seu mandato em março do ano passado. “Ele pagou para me cassarem, é o ex-cunhado de Nelson Trad”. Isso porque o dono da Proteco é irmão da deputada estadual Antonieta Amorim que foi casada com o ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB) por anos.

Ao ser questionado se poderia tomar alguma previdência, como denunciar o empresário, Bernal afirmou que não fará isso, porque Amorim disse que não se tratava de uma ameaça.

“Não vou levar a denúncia a diante. Não era uma ameaça. Vou provar que isso não vai acabar mal trabalhando pelo bem da cidade, de Campo Grande. Nós sabemos que o João Amorim comprou voto para a cassação”, finalizou.

Comentários

comentários