Empate com Flamengo coloca Santos na liderança do Brasileirão

O empate sem gols na noite desta quarta-feira na Arena Pantanal, em Cuiabá, foi muito melhor para o Santos do que para o Flamengo. Para o Peixe, foi suficiente para alcançar a liderança provisória do Campeonato Brasileiro nesta 18ª rodada. Ajudou também a derrota do ex-líder Corinthians para o Atlético-PR. Palmeiras (contra a Chapecoense) e Grêmio (contra o Santa Cruz) jogam pela ponta nesta quinta e podem ultrapassar o Alvinegro Praiano. Já o Rubro-Negro se manteve fora do G-4, e a quinta posição está ameaçada pelo Atlético-MG (que pega o São Paulo).

Santos e Flamengo ficaram em um empate (Foto: Globo Esporte)
Santos e Flamengo ficaram em um empate (Foto: Globo Esporte)

A bola foi do Flamengo no primeiro tempo. Com 57% de posse, finalizou mais (8 a 4), criando quase sempre pelo lado direito do ataque. A partir dos 23 minutos, com a saída de Cirino, que sentiu a coxa esquerda, Fernandinho aumentou ainda mais a frequência no setor. Mas quase tudo virava cruzamento (foram 16 na área), e a bola não chegava a Guerrero.

Depois de tanto tirar a bola da área pelo alto, o Santos criou a melhor chance da etapa inicial: Vitor Bueno acertou a bola na trave de Muralha em chute cruzado. Mas ficou nisso. Após parada de cinco minutos para atendimento a Vanderlei – o santista Rodrigão acertou uma cotovelada que tirou sangue da parte de trás da orelha do goleiro de seu time –, o time rubro-negro voltou a pressionar.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Rubro-Negro aumentou o controle da bola (chegou a ter 60% de posse), mas deu mais espaço para o Peixe chegar ao ataque. Aos 14, Rodrigão deixou Réver no chão e chutou a bola em cima de Muralha. Aos 17 e aos 24, Everton respondeu com dois arremates espalmados por Vanderlei.
Aos 43, na melhor chance do Flamengo, Mancuello acertou o travessão. Já nos acréscimos, Fernandinho cabeceou a bola no braço de Caju, mas o juiz deixou seguir o lance polêmico e terminou a partida. No total, foram 16 finalizações rubro-negras contra 10 santistas.

Aos 47 minutos do segundo tempo, Fernandinho subiu para escorar um cruzamento da esquerda. A bola bateu na mão de Caju. Os flamenguistas pediram pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. A partida acabaria em seguida. (globoesporte.com)

Comentários

comentários