Emerson deixa Corinthians com festa, mensagens e sem "porta dos fundos"

Falta pouco para a despedida de Emerson: é neste sábado, na arena Foto: Agencia Estado
Falta pouco para a despedida de Emerson: é neste sábado, na arena Foto: Agencia Estado

Emerson Sheik vai à arena do Corinthians neste sábado apenas para curtir uma festa especial preparada para ele. O contrato encerrado pelo Timão e a proximidade do acerto com o Flamengo fazem do jogo contra o Internacional, às 16h30 (horário de Brasília), a despedida do atacante.

Mesmo que ele não possa entrar em campo uma última vez com a camisa alvinegra.

A rescisão e a definição por preservar Emerson saíram na quinta-feira, quando o jogador, o técnico Tite e a diretoria alvinegra se reuniram. A ideia foi apenas de fazer uma grande homenagem ao atacante – bem diferente do que ocorreu com Paolo Guerrero, que deixou o clube pela porta dos fundos para acertar com o mesmo Flamengo.

Na visão da diretoria alvinegra, Emerson merece festa simplesmente porque não “pediu para sair”, como fez o peruano por meio de seus empresários. Guerrero estava desconfortável com a pressão e rescindiu seu contrato antes do clássico contra o Palmeiras.

O centroavante sequer foi ao CT Joaquim Grava se despedir dos companheiros ou recolher seu material, já que o acerto com o Fla foi rápido e a apresentação à seleção peruana para a disputa da Copa América ocorreu na sequência.

Com Sheik, porém, tudo foi mais calmo. O atacante continuou treinando e até levantou dúvidas sobre sua possível entrada em campo contra o Inter. A diretoria sempre foi a favor de uma despedida antes da partida, com festa e apoio da torcida. Tite queria vê-lo jogar, mas foi convencido do contrário na reunião de quinta-feira.

– Conversamos eu, direção e o Emerson de uma forma muito clara. O Emerson é um jogador extremamente competitivo. Se estivesse no banco, seria para entrar. O Tite é um técnico que não sabe brincar de faz de conta.

Se tiver o Emerson no banco, vai colocar. Como já está encaminhando uma sequência profissional, fica o respeito do clube à saúde do atleta – explicou o técnico.

Com a decisão e o contrato rescindido, Emerson foi liberado para acertar com o Flamengo, com quem deve assinar contrato até o começo da próxima semana. Seu único compromisso, agora, é receber o carinho dos corintianos que vão à arena neste sábado.

A festa prevê a entrega de uma placa de agradecimento ao atacante, a exibição de seus gols mais marcantes nos telões do estádio e a divulgação de mensagens de torcedores nos paineis de LED que ficam nas bordas das arquibancadas. Na arena, Emerson deve dar também suas últimas declarações como jogador do Corinthians.

Contratado do Fluminense em 2011, Emerson conquistou no mesmo ano o Campeonato Brasileiro. Na temporada seguinte, brilhou ao fazer os dois gols na vitória sobre o Boca Juniors, no Pacaembu, triunfo que valeu a conquista da tão sonhada Taça Libertadores.

Campeão mundial ainda em 2012, ele também participou das vitórias no Paulistão e na Recopa Sul-Americana em 2013. Em 157 partidas, marcou 26 gols.

globoesporte.com

Comentários

comentários