Em jogo sonolento, Peixe vence o Maringá e avança na Copa do Brasil

Santos venceu o Maringá por 1 a 0 Vila Belmiro, nesta quarta-feira, e Peixe avançou para a terceira fase devido ao empate em 2 a 2 conquistado no Paraná

Enquanto todos os outros duelos desta quarta-feira reservavam emoção de sobra, Santos e Maringá deixaram o nervosismo à flor da pele… mas só para o torcedor, que impaciente, que só viu um gol na vitória por 1 a 0 do Peixe, que garantiu a classificação do Alvinegro para a terceira fase da Copa do Brasil.

Geuvânio em campo no duelo diante do Maringá
Geuvânio em campo no duelo diante do Maringá

Podendo assistir ao eletrizante Cruzeiro x São Paulo pelas oitavas da Libertadores, o difícil desafio do Corinthians contra o Guarani (PAR), ou até mesmo os melhores lances de Real Madrid x Juventus pela Champions League, 4.067 pessoas preferiram ver o teste de paciência que foi o do Alvinegro na Vila.

Com um empate conquistado fora de casa na semana passada, 2 a 2, o que dava vantagem ao Santos se classificar, devido aos gols feitos no Paraná, o time da casa teve mais atitude no início da partida.

Aos 11 minutos da primeira etapa, David Braz arrancou um dos poucos suspiros do torcedor, ao acertar a bola na trave após um cruzamento. Depois, o santista só teve a atenção tomada próximo dos 30 minutos da segunda etapa, quando Ricardo Oliveira tentou deixar Lucas Lima na cara do gol, parando em Ednaldo.

Em uma tentativa de deixar a equipe mais ofensiva, o técnico Marcelo Fernandes fez a primeira alteração no Santos aos 30 minutos, colocando Elano, que completou 300 jogos, na vaga do volante Valencia.

Mesmo assim, a movimentação do Peixe se resumiu a beirar a área do Maringá, procurando sempre os lados do campo, principalmente o direito, ocupado por Geuvânio.

Os paranaenses, aparentemente contentes com o resultado, se limitaram a deixar o jogo mais violento e terminaram a partida com cinco jogadores amarelados e um expulso.

Já nos 46 minutos da etapa derradeira, quando não restava mais esperanças, Ricardo Oliveira, que fazia uma partida apagada, recebeu um passe de Cicinho e na cara do gol, colocou no fundo das redes. Depois disso, o torcedor, aliviado, começou a deixar o estádio, mesmo antes do apito final.

FICHA TÉCNICA SANTOS 1 X 0 MARINGÁ

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/Hora: 13/5/2015 – 19h30
Árbitro: Vagner Reway (MT)
Auxiliares: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Renda/Público:
Cartões Amarelos: Werley, Valencia e Leandrinho (SAN); Gerônimo, Edinho, Itallo e Fabiano (MAR)
Cartão Vermelho: Eurico, 16’/2ºT

GOL: Ricardo Oliveira, 46’/2ºT (1-0)

SANTOS: Vladimir; Cicinho, David Braz, Werley e Victor Ferraz; Valencia (Elano, 28’/2ºT), Leandrinho e Lucas Lima (Gabriel, 36’/2ºT); Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira. Técnico: Marcelo Fernandes

MARINGÁ: Ednaldo; Gerônimo, Fabiano, Marcelo Xavier e Edinho; Itallo, Rhuan, Eurico e Max (Alex, 12’/2ºT); Rodrigo Dantas (Serginho Paulista, 19’/2ºT) e Gabriel Barcos (Rafael Santiago, intervalo). Técnico: Claudemir Sturion

LANCEPRESS!

Comentários

comentários