Em discurso, tucano diz que governo do PT é o que mais desemprega no mundo

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS) subiu ontem à tribuna da Câmara para criticar os últimos números do desemprego anunciado recentemente pelo IBGE. Na opinião do parlamentar, o governo do PT é o principal culpado pelo contínuo fechamento dos postos de trabalho em todo o País. “A previsão é de o Brasil chegue ao patamar de 11% de pessoas desempregadas. No ano passado, 2,6 milhões de trabalhadores com carteira assinada foram demitidos. Um verdadeiro recorde negativo e uma marca perversa do governo do PT”, disse.

Deputado critica governo petista em discurso (Foto: Divulgação )
Deputado critica governo petista em discurso (Foto: Divulgação )

Na avaliação do parlamentar, o quadro social se agrava diariamente, quando chefes de família perdem seus empregos, deteriorando as condições de vida de uma família inteira. “No último mês, 118 mil pessoas foram postas para rua. É o pior resultado do mês de março em 25 anos. Até agora, o governo está inerte, sem reação e apenas preocupado consigo mesmo, enquanto as contas e as cobranças batem na porta de casa, aumentando o drama do brasileiro. O governo do PT é o que mais desemprega no mundo”, afirmou Geraldo Resende.

O parlamentar sul mato-grossense lamentou ainda, que o 1º de maio, data em que se comemora o dia do trabalhador, o Brasil não terá o que celebrar. Para ele, a política econômica populista e aventureira do governo do PT, além de falta de reformas estruturantes são fatores que corromperam a política trabalhista. “É preciso reorganizar as contas, resgatar a confiança do mercado e dos investidores internacionais e implementar medidas que visam tirar da inércia os setores produtivos, sobretudo a indústria e o comércio”, frisou.

Por fim, o deputado Geraldo Resende disse que o governo Dilma Rousseff arruinou todas as conquistas das últimas duas décadas. “O povo brasileiro perdeu seu poder de compra, a inflação cresce e notadamente, o governo não tem controle sobre ela, as contas públicas estão desequilibradas, além da corrupção que devastou a Petrobrás, antes orgulho de todos nós, mas agora é motivo de vergonha”, concluiu.

Comentários

comentários