Em 24h, DOF apreende 2 toneladas de maconha e prende seis pessoas

Em menos de 24h, o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) realizou a apreensão de pelo menos 2,2 toneladas de maconha. O departamento ainda prendeu seis pessoas, envolvidas nos crimes.

O primeiro caso ocorreu por volta das 04h30 de sexta-feira (24), na região de Iguatemi. Este resultou na prisão em flagrante de Wanderlei Batista Lopes Ferreira, 36, morador na cidade de Mundo Novo e de Mauricio Queiroz Varges, 23, Jonas Andrade do Amaral, 25, e Moises dos Santos Klitzke, 22, moradores de Itaquiraí.

640x360x4-576efd433716be5c1acd7a91b723cadbf5017a8c969f3

Em bloqueio na MS-295, região das 7 Placas em Iguatemi, policiais do DOF abordaram um veículo Fiat Uno de cor branca com placas de Naviraí. Neste momento, uma caminhonete Toyota Hilux de cor preta furou o bloqueio policial em alta velocidade, sendo acompanhada por parte da equipe policial.

Os dois ocupantes do Fiat Uno empreenderam fuga a pé, sendo que Jonas foi capturado. Durante o acompanhamento que adentrou a cidade de Iguatemi, um veículo GM Vectra com placas de Pauliceia (SP), acintosamente bloqueou a passagem da viatura que estava acompanhando a caminhonete Hilux, que conseguiu se evadir.

Em contato com a PM de Eldorado e Iguatemi, foi localizado o Vectra que bloqueou a viatura do DOF, ocupado por Wanderlei Moises e Mauricio, que foram detidos. Logo após chegou a informação de que teria uma caminhonete de cor preta tombada na MS-180, sendo que quando os policiais do DOF chegaram ao local foi constatado que era realmente a Hilux que teria “furado” o bloqueio policial e que estaria carregada com 50 fardos de maconha que totalizaram 1,5 tonelada da droga.

Mauricio e Moises relataram aos policiais que foram contratados por Wanderlei para atuarem como olheiros, como a finalidade de dar passagem livre à carga de maconha. Wanderlei confirmou o relato e acrescentou que foi contratado para coordenar o serviço dos olheiro, e Jonas que estava no Fiat Uno confirmou que trabalhava como batedor da carga.

Durante vistoria aos veículos, foi constatado que a caminhonete Hilux havia sido roubada na cidade de Apucarana (PR) no dia 20 de maio deste ano. O Vectra apresentava adulteração na numeração do motor, sendo recolhidos juntamente com o veículo dos batedores até a delegacia. O caso foi registrado como tráfico de drogas e receptação na delegacia de Iguatemi.

Mais apreensões

O segundo caso foi registrado por volta das 01h deste sábado (25), na região de Amambai e resultou na prisão de Edivaldo Muller, 31, morador na cidade de Amambai e de Juliano dos Santos, 20, morador na cidade de Loanda (PR). Foram apreendidos mais de 700 quilos de maconha.

O fato ocorreu durante bloqueio policial na MS 289. Foi abordado um veículo VW Santana de cor branca com placas de Paranavaí (PR), ocupado por Edivaldo e Juliano. Logo depois foi avistado um veículo Honda City de cor marrom com placas de Joinville (SC), retornando na via.

O Honda City foi acompanhado pela equipe policial, até o momento em que cruzou com um veículo VW Saveiro de cor branca com placas de Loanda (PR), abandonado as margens da rodovia e com a caçamba recheada com 712 tabletes de maconha, totalizando 712 quilos da droga. O veículo Honda City também foi abandonado mais a frente na via, não sendo possível localizar seus ocupantes.

O veículo saveiro apresentou queixa de furto na cidade de Goiânia (GO) em 11 de abril deste ano. Edivaldo e Juliano atuavam como batedores da carga de maconha e foram presos pelo crime de tráfico de drogas e encaminhados delegacia de Amambai.

Comentários

comentários