Eleitora é detida após cometer boca de urna em escola

Uma mulher de 55 anos foi detida por cometer boca de urna neste domingo (30), em uma escola do Jardim Canguru, em Campo Grande. Um vídeo mostra o momento em que a eleitora grita pelo nome da candidata à prefeitura pelo Partido da Social Democracia Brasileira Rose Modesto.

De acordo com informações dos guardas municipais, um vídeo gravado no momento em que a mulher grita “Agora é Rose, 45” denuncia o ato ilegal em dia de votação. Profissionais do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, foram acionados para identificar se a “gritaria” se caracterizava como boca de urna.

Identificada apenas como Maria, a mulher foi encaminhada à sede da Polícia Federal para depor e assinar um termo de compromisso em comparecer à Justiça quando solicitado. O crime aconteceu no fim da manhã, na região Sul da Capital.

 

 

 

 

 

Comentários

comentários